Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2017

UM DOMINGO NO MUSEU DA CASA BRASILEIRA

Não importa que tenha sido a semana difícil, se muitos compromissos não puderam ser honrados, muitos desejos não realizados, muitas ansiedades refreadas, muitos problemas desagradáveis empurrados para “debaixo do tapete”. Um domingo musical por excelência compensa e faz esquecer tudo. Esse domingo foi hoje, dia 27 de agosto.  Último domingo do mês, escolhida foi a programação do Museu da Casa Brasileira.   Por que? O nome JAFFÉ foi suficiente para saber que teria música de qualidade. Acompanho o nome há muito tempo, e nem sei quantos anos os nomes de Alberto e Daisy Jaffé fazem parte da minha vida de ouvinte de música. Sei que a família toda é musical. Que eu saiba Marcelo toca viola, Claudio toca violoncelo, Leonardo toca violino e Renata está brilhando como maestrina. E parece que há uma além de violinista também cantora. Claudio Jafffé só ouvi uma vez quando o Quarteto teve que se deslocar para os porões do Theatro Municipal porque o saguão onde eles tocavam ia

FESTIVAL DE COROS INFANTOJUVENÍS 2017 – THEATRO MUNICIPAL EM 20 DE AGOSTO

Imagem
  Domingo de frio, céu encoberto e chuva se anunciando devagar para cair a toda em pouco tempo. Grande desafio para sair de casa. De ônibus. Desafios me motivam e eu tinha companhia. Wanda se deslocou de Alphaville, enfrentou estrada de ida e volta para me fazer companhia. O programa: FESTIVAL DE COROS INFANTOJUVENIS 2017 na programação Domingo no Municipal às 12:00h. Sempre gostei de coros. Em óperas os coros me encantam principalmente os de Verdi. Mas, quem não gosta do seu coro do terceiro ato da ópera Nabuco Va Pensiero (vá pensamento) dos prisioneiros judeus na Babilônia? www.youtube.com/watch?v=u5V-xBVqjUc&list=RDwX93BytFfkk&index=2 E neste domingo chuvoso e frio, teria oportunidade de ouvir nada menos do que quatro coros: CORAL PAULISTANO - desde 1936 fazendo parte do TM. Do tempo de Mário de Andrade CORAL JUVENIL DA OSESP – mais jovem, de 2004 com jovens de 14 a 17 anos CORAL DA GENTE DO INSTITUTO BACCARELLI -com crianças de 4 a 14 anos da

FESTIVAL LAB60+ Três dias de atividades com foco em LONGEVIDADE - 10/11/12 DE AGOSTO DE 2017 nos espaços da UNIBES CULTURAL

Imagem
Uma das atividade de  sexta-feira 11/08/2017 19h30-21h30 - Playback Talks *inédito* Espetáculo teatral e improviso realizado a partir de relatos de histórias de fracassos de seniores bem-sucedidos do movimento LAB60+, sem ensaios ou combinações prévias. Artistas: Grupo Mirar Playback Theatre Playback Theatre (ou Teatro Playback como conhecido na América Latina) é uma forma original de teatro em que uma da plateia conta uma história de vida e um grupo de atores encenam espontaneamente. O condutor, elo entre a Companhia de Teatro Playback e a plateia, convida um espectador a contar uma história para assistir em forma de arte. Musicistas criam o ambiente e dão cor às cenas. O Mirar Playback Theatre é um grupo de teatro que propõe a articulação de espaços reais de conversa onde quaisquer pessoas possam reviver e ressignificar suas próprias histórias por meio de experiências estéticas sensíveis despertadas pelo teatro playback. Direção: Marta Faria e Péricles Rágio  -  P

DIVULGAÇÃO INCOMPLETA

Desculpas A  informação do curso do CIEE saiu incompleta.Aqui vai o resto: inicio: 24 de agosto 2017 Local: CIEE da rua Tabapuã 540 Horário  - 9:30h - 12:00 - convem chegar mais cedo. Café da manhã Inscrições obrigatórias através do endereço: www.ciee.org.br Faixa da esquerda - Institucional - Agenda - Eventos.   Vale a pena estar lá.

DIVULGAÇÃO- CURSO SOBRE SÃO PAULO- CIEE

14º CURSO DE HISTÓRIA DE SÃO PAULO TEMA: SÃO PAULO DAS LETRAS E ARTES DATA TEMA DA AULA DOCENTE 24/8 Barroco e ecletismo no patrimônio sacro de São Paulo Percival Tirapeli (Universidade Estadual Paulista) 31/8 Música na cidade colonial Cláudia A. Polastre (Faculdade Mozarteum de São Paulo) 14/9 A Semana de 22 e o modernismo brasileiro Evando Batista Nascimento (Universidade Federal de Juiz de Fora) 21/9 Caricaturas na literatura paulista do pré-modernismo Sylvia Helena Telarolli de Almeida Leite (Universidade Estadual Paulista) 28/9 Arte e memória nos cemitérios de São Paulo José de Souza Martins (Universidade de São Paulo) 5/10 São Paulo nas telas de cinema Mauricio Cardoso (Universida

EU E A MODERNA TECNOLOGIA

Imagem
Este é o meu cartão de visitas mais atual. Tem só informações básicas. O quadradinho à esquerda não é decoração. É um QRCode ( Código QR  - sigla  do  inglês   Quick Response ) O que é isso? QRCode é um  código de barras   bidimensional  que pode ser facilmente digitalizado usando a maioria dos  telefones celulares  equipados com câmera. Esse código é convertido em texto. Em cartões de visita, por exemplo, o código QR facilita muito a inserção desses dados em agendas de telefones celulares. É mais fácil pagar uma conta bancária via Internet se você tiver um leitor de QRCode para validação digital. Para extrair os dados codificados no QRCode é preciso ter no celular um aplicativo de leitura como o QRCode Reader por ex. Se vc quiser ter uma “decoração” dessas em seu cartão de visitas, entre em contato com meu e-mail.  Eu sei quem faz.

PARQUE TENENTE SIQUEIRA CAMPOS - PARQUE TRIANON

Imagem
Parque Tenente Siqueira Campos, ou Parque Trianon? O nome oficial ou o nome popular pelo qual é conhecido? A referência é sobre o belo parque que, no meio da Avenida Paulista dá o verde necessário, que equilibra todo o resto dela, multicolorida pelos ônibus, pessoas circulantes, quer inverno ou verão com roupas coloridas, seu canteiro central de postes e lâmpadas e que já foi mais bonito no tempo das floreiras . Não tenham dúvidas que é conhecido como PARQUE TRIANON Explicações necessárias TENENTE SIQUEIRA CAMPOS – militar e político brasileiro que participou da Revolta Tenista ocorrida em 1924, um dos acontecimentos mais importantes ocorridos na cidade de São Paulo. E quem se lembra da Revolução Tenentista de 1924 em São Paulo? E, sabia que ela foi muito mais sentida do que a Revolução de 32?  Por ora só algumas informações: durou 22 dias (cinco a 28 de julho), a cidade sofreu bombardeio aéreo e deixou para trás mais de 500 mortos (a maioria civis) e um grande núm