Postagens

Mostrando postagens de 2009

FELIZ 2010 DE ARDI

Imagem
ARDI , (Ardipithecus ramidus) nossa mais antiga ancestral femea de 4,4 milhões de anos envia aos meus leitores votos de 2010 de sucessos e conquistas. Como é linda e elegante!!!!!!!

DIVULGANDO INFORMAÇÕES

Informo que no período de 5 a 8 de janeiro , o Serviço Educativo do MASP estará recebendo inscrições de crianças e jovens, entre 5 e 13 anos, para as atividades de férias do Ateliê do MASP. As atividades acontecerão de 13 a 28 de janeiro de 2010 , sempre às quartas e quintas feiras , em tres horarios diarios: 10h30, 13h30 e 15h15. Cada turma terá até 15 participantes. È necessário realizar a inscrição prévia e a aquisição dos ingressos diretamente no MASP, nos dias indicados, entre 13h30 e 16h30. Cada turma terá seis encontros e o preço total da inscrição é de R$ 90,00 que deverá ser pago no ato da inscrição mediante compra antecipada dos ingressos para as atividades e para a visita ao museu.

CUIDADO COM INFORMAÇÕES INCOMPLETAS

Imagem
CUIDADO Um grande jornal de São Paulo publicou nesta semana no caderno Saúde, uma informação de uso da planta AVELÓS (Euphorbia tirucalli) como um “possível” quimioterápico no tratamento de Câncer. Embora no texto haja explicações de que se trata de um produto em fase experimental, o que realmente “fica” para leitor sem conhecimento científico é “o produto pode estabilizar câncer e aliviar dores” E aí está o perigo. O latex produzido pela planta é altamente tóxico e se não houver conhecimento especifico e uso cuidadoso, pode causar danos irreparáveis. Informações cientificas dizem que: Contra-indicações/cuidados: doses elevadas são tóxicas e podem coagular o sangue. O látex é irritante e cáustico à pele. Se o látex atingir os olhos, pode destruir a córnea. Por ser altamente cáustico, o látex precisa ser diluído em água. O látex puro pode provocar hemorragia. Ésteres de forbol são estudados como agentes promotores de tumor, induzindo a

DEZEMBRO CULTURAL

Dezembro é um mês anômalo e embora sejam muitos os eventos musicais, os muitos compromissos me dividem e eu não posso aproveitar bem. Mas, vamos ver o que consigo. No dia 01 já tivemos a nossa ópera em filme no IIC (Istituto Italiano di cultura) Desta vez foi LA TRAVIATA de Verdi. Já assisti inúmeras traviatas, em múltiplas encenações e produções desde as clássicas com roupagem de época, até produções quase atuais (2005) com cenário pobre e modernoso, com roupagens atuais, vestidinhos curtos e rodados, mostrando roupas intimas, e até o “mocinho” i Alfredo no palco com as cuecas aparecendo. Mas a de hoje foi diferente. Mais ou menos tradicional, mas com uma inovação que Sergio Casoy nos proporcionou. Uma experiência inédita, selecionando o tipo de soprano mais indicado pra cada ato. Como as vozes necessárias para cada um dos 3 atos são a rigor, de sopranos diferentes, ele escolheu atos de 3 montagens distintas com as melhores vozes de cada uma. Para o primeiro ato uma soprano colo

CONTO DE NATAL

Para quem não leu no ano passado aqui vai a repetição de um conto de Natal que eu escrevi romaceando uma situação real. CONTINHO DE NATAL Tina acordou sobressaltada misturando pensamentos de um sonho ainda persistente na memória e o que faltava para aprontar para aquele Natal tão planejado. O sonho – mais para pesadelo do que sonho – tinha sido pesado e ela ainda sentia a sensação angustiante. Ela sempre se preocupara com a situação daquele seu sitio que ficava no meio do mato, sem vizinhos próximos e pouca luz. A casa era no alto, uns 100 metros da estrada e quem eventualmente passasse por ela não saberia o que acontecia na casa. Mas, muitos amigos estavam na mesma situação e raramente se ouvia falar de algum ladrão que quase sempre era “pé de chinelo” e roubava miudezas. Tinha chovido á noite e ela aproveitou para ficar um pouco mais na cama. E foi nesse prolongamento do sono que o pesadelo aconteceu. Sonhou um assalto. Eram três os assaltantes bêbados, armados drogad

TWITTER - FINALMENTE TENHO UM

Atendendo a insistentes pedidos, tenho, a partir de hoje, um twitter. Quem quiser me achar e me seguir, é só entrar no Twitter e procurar a vovoneuza - sou eu! Prometo não colocar bobagens inúteis, mas apenas o que eu achar relevante e importante. Mas vou continuar no blog pra tudo que tenho feito e que não cabe em 140 caracteres.

SÃO PAULO MOLHADA E ENCHARCADA

Imagem
A CIDADE DE SÃO PAULO MOLHADA E ENCHARCADA NA OBJETIVA PERFEITA DE HÉLVIO ROMERO DA AGENCIA ESTADO. A MIM LEMBRA HENRI CARTIER BRESSON NA FOTO DA GARE DE ST. LAZARE. VEJA A REPORTAGEM COMPLETA NO LINK http://blogs.estadao.com.br/olhar-sobre-o-mundo/cidade-submersa/ É SENSACIONAL.

SÃO PAULO DE DANTES

Este texto “roubado” é atual. Foi escrito hoje mesmo por José de Souza Martins que apesar de aposentado, professor emérito da USP, continua gerando textos, alguns com memória de uma cidade de dantes. Este de hoje foi transcrito na integra porque é bom demais para que seja lido só por quem lê jornal. Mais gente merece conhecê-lo. Por isso uso o blog como divulgação Então, aqui vai ele. Cadeira de barbeiro - J.S. Martins (2009) Seu Chiquinho Villano tem 92 anos de idade e há 80 anos é barbeiro no mesmo lugar, na Rua França Pinto, hoje no 617. A Vila Mariana passou e ele ficou, rejuvenescendo-se todos os dias, já de tesoura em punho às 7 h da manhã de cada dia. Recebe os clientes com a calma de fígaro antigo, a conversa pausada e bem humorada. Ouvi suas histórias, suas anedotas de barbearia, com a pudica recomendação de não publicá-las. Já trocou de cadeira umas seis vezes, sempre na fábrica do velho Ferrante, que conheceu, outra instituição das barbearias brasileiras, uma fábr

ACONTECE EM SÃO PAULO – NA PAULISTA – NA CASA DAS ROSAS – Eu estarei lá. Venha conversar comigo.

No mês de dezembro na Avenida Paulista as luzes cobrem as fachadas os temas natalinos predominam, a criatividade manda. A qualquer hora do dia a Paulista fervilha de gente, de sugestão de compras, e daqui a pouco de corais de todos os tipos. Mas, na Paulista há uma linda casa que não vive de vendas, não tem sua fachada coberta de luzes mas tem cartazes que falam de livros, de poesias ... É a Casa das Rosas. Lá no comecinho da Paulista, no número 37. A Casa das Rosas é um espaço de cultura. De Literatura e poesia sim, mas também de modernidades, de bate papos descontraídos, de informações sem cara de informações. É na Casa das Rosas que vão acontecer três encontros nos dias 02, 09 e 16 de dezembro, das 15h às 16h. Eu, a Vovó Neuza estarei lá para uma conversa sobre ciberespaço, novas tecnologias, blogs e a blogagem utilizada em Educação, e em oficinas de produção de textos. Conversaremos também sobre o Mercado de Trabalho para idosos (a partir de 45 anos). E a conversa v

NOVEMBRO CULTURAL

Continuo fazendo deste Blog um diario e uma prestação de conta para mim mesma. E aproveito para mostrar tudo o que São Paulo oferece e também ostrar que se eu, com tantos anos vividos posso usufruir dessas ofertas, muita gente pode. E agora é novembro. Vejamos o que consegui assistir em novembro, em termos culturais. Não muito porque este mês foi de finalizações de cursos e alguns trabalhos. Algumas rotinas consegui manter. Outras não. Em relação às óperas filmadas do Istituto Italiano di Cultura, consegui assistir às três do mês: La Serva Padrona em duas montagens: uma de 1733, estreada em Nápoles com música de Pergolesi e libreto de Gennarantonio; filme dirigido por Carla Camurati e Orquestra de Câmara do Sesi Minas. Montagem viva, de ação cômica , agradável. Outra montagem de 1781 estreada na Russia com musica de Paisiello e libreto do mesmo Gennarantonio Federico com leves alterações fe

O Michelangelo da Odontologia

Imagem
Quase 10 anos passaram desde que ele cumpriu seu ciclo de vida. Cinco anos já que ela foi em busca de outros horizontes, outros espaços, outros ares. Saudades de um e outra. Saudades diferentes que se somam em emoções. Não saudades mórbidas, continuas, doloridas. A rotina do dia a dia vai amenizando a saudade que acaba ficando pontual. Acontecimentos aqui ou ali fazem emergir essa saudade que nunca desaparece de todo, mas está adormecida. E hoje o acontecimento que foi buscar a saudade adormecida, foi a mensagem que recebi via orkut: Michelangelo da Odontologia Para quem não sabe, estou morando na Itália e hoje fui ao dentista (já fui em varios por aqui, mas esse foi especial). Quando esse simpatico dentista começou a olhar meus dentes, chamou imediatamente sua assistente e outra dentista para apreciar “UN VERO CAPOLAVORO D’ARTE”. Ficou maravilhado em poder tocar, segundo ele, numa escultura odontologica semelhante às obras de Michelangelo. Passou mais de meia hora buscan

O APAGÃO DO DIA 10 DE NOVEMBRO DE 2009

Vamos fazer uma brincadeira? Cada um que tomar conhecimento deste blog vai fazer um pequeno texto sobre o tema: ONDE EU ESTAVA NA HORA DO APAGÃO DO DIA 10 DE NOVEMBRO DE 2009 ÀS 22,13H. Eu escrevo o meu texto: Nas terças feiras, apesar dos meus muitos anos vividos, tenho o dia cheio. Vou à Biomédicas da USP, faço Musculação e eventualmente vou ao Páteo do Colégio encontrar a turma. Hoje não fui porque como participante de protocolos de pesquisa da Faculdade de Medicina da USP, fui ao HC para um teste Psiconeurológico (ou Neuropsicológico,não lembro) Fiz hora e fui até o Istituto Italiano di Cultura para uma apresentação de ópera filmada que acontece às 19h das terças (uma das coisas boas de São Paulo) O apresentador é o Sergio Casoy que, com o seu conhecimento e capacidade de comunicação, torna o evento muito especial. Ontem no programa, O BARBEIRO DE SEVILHA, uma ópera bufa, agradável, ótima para um fim de noite. No melhor pedaço do segundo ato, quando a mocinha Rosina vai fugir com

HAMBURGUER DE CAJÚ

Esta é uma notica importante para o Nordeste. Mas, o Nordeste também é Brasil e tudo o que acontece de bom por lá, é um prazer saber. Agência FAPESP Divulgando a cultura científica 18/04/2008 Agência FAPESP – Uma pesquisa realizada na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) testou hambúrgueres à base de caju como alternativa para possibilitar o consumo fora do período de safra e aproveitar o excedente de produção. Os testes mostraram que os hambúrgueres feitos com caju apresentam menores teores de gordura quando comparados a produtos similares à base de soja e de carne, disponíveis no mercado. Além disso, o produto obteve boa avaliação no teste de aceitação sensorial. De acordo com a autora da pesquisa, Janice Ribeiro Lima, um dos objetivos do estudo era sugerir estratégias para estimular a comercialização do caju, uma vez que cerca de 88% da produção é perdida anualmente. O pedúnculo, que corresponde a 90% do fruto, é desperdiçado devido ao curto período de safra

COMPLEMENTANDO OUTUBRO CULTURAL

Esse programa do SEsC foi tão bom que teve m comentário à parte. Sexta feira, 23 de outubro de 2009. Quase meio dia. .Avenida Paulista. Transito por essa avenida já curtindo por antecipação a coisa boa que me será oferecida. Enquanto atravesso a avenida, de ônibus e a pé, já vou sentindo prazeres. É o meu “caminho da roça” no bom caipirês. Conheço cada árvore, cada prédio, o perfil dos circulantes. Se o transito está congestionado, ótimo. O ônibus anda devagar e me dá tempo de rever cada pedaço da avenida. As calçadas alargadas já começam a ser insuficientes e a massa humana que anda de cá para lá e de lá para cá, fez uma pausa no trabalho e sai à rua para o almoço e a socialização. Gente bonita. Branca, mulata (de todas as tonalidades) negros puros (pequena fatia da população –porque a maioria já se misturou), roupas formais, informais, esquisitas, geralmente coloridas; saltos altos, altíssimos, confortáveis e rasteiras; botas, botinhas, botonas de plataforma para o trabalho.

OUTUBRO CULTURAL-PRIMEIRA QUINZENA

Continuo usando o blog como um diário, uma prestação de contas a mim mesma, mas sobretudo para mostrar o quanto São Paulo oferece em cultura DE GRAÇA. É só se ligar, procurar, ter coragem e disposição para circular pela cidade de ônibus ou metrô. São atividades pessoais que eu faço sozinha. Se eu posso fazer, porque outros idosos não podem !!!!! No mês de outubro minha atividade cultural foi tão ntensa que precisei dividir em quinzenas. Os comentário são pessoais, fruto de minha bagagem cultural, do meu gosto e meio sociocultural. Esta foi minha atividade na segunda quizena de outubroComeça a segunda quinzena Cultural de outubro. CULTURA EM OUTUBRO (primeira qinzena) Começo bem mês musical. Dante Pignatari como sempre dá belas aulas e neste primeiro dia falou sobre Villa-Lobos por coincidência aquilo que estamos estudando no IEB. Fazendo a ligação com a França, e entre outras coisas contatos com Nepomuceno. Miguéz, Luciano Gallet e um pouco da musica de cada um. Mais conhecimento d

CULTURA EM OUTUBRO - SEGUNDA QUINZENA

Imagem
Começa a segunda quinzena Cultural de outubro. No dia 20, novamente ópera. Desta vez foi a Madama Baterfly. E aqui um comentário maior. No ano passado vi e ouvi outra Buterfly. Comentei muito porque foi ao vivo e me impressionou. Julgo até importante copiar o comentário: A ópera Madama Butterfly no Teatro Municipal de São Paulo foi especial mesmo, para mim. Em uma segunda feira, junho, 23 de 2008. Para os privilegiados que viajam pelo mundo e assistem montagens nas grandes salas de ópera, meu comentário é no mínimo simplório. Coincidência ou não comemorou os 100 anos de Puccini e os 100 anos da Imigração Japonesa para o Brasil. Dupla comemoração só podia resultar em coisa especial mesmo. Vi inúmeras montagens, com poucas diferenças, sempre a cerejeira e as divisórias básicas japonesas. Pouca atenção eu prestava a não ser na musica., Atenção mesmo era à área “Un Bel di Vedremo”, mais conhecida. De tanto ouvir musica, de tanto ler, estudar e conversar sobre arte,

SETEMBRO CULTURAL

Uso este Blog como um diário, como um registro de minhas atividades, onde posso fazer meus comentários pessoais. E dar dicas também. Todos os lugares frequentados são oferecidos gratuitamente e tem ótimos programas como pode ser visto nesse meu relato cronológico. Já no dia 01 – Ópera no ICC (Istituto Italiano di Cultura) La Sonnambula de Bellini – Primeiro ato muito bom depois da apresentação de Sérgio Cazoy. Não consegui assistir ao segundo ato. Muito cansada. Dia 04 – no SESC Paulista o Quinteto Villa-Lobos me encantou.Quando sento bem na frente posso acompanhar bem cada instrumento e perceber melhor as nuances. Na flauta Antonio Carlos Carrasqueira, um nome que ouço periodicamente porque é lapeano. Também dele vi os cabelos pretos transformarem-se em brancos porque o ouço desde um longo tempo. Um belo começo de tarde. No dia 06 um recital especial com Amaral Vieira e o piano novo do Teatro Municipal. Também deste pianista acompanhei a substituição dos cabelos pret

dona neuza.com.br - Alessandro Dell'Aira (texto traduzido)

DONA NEUZA COM BR – di Alessandro Dell’Aira De sua casa, não se pode sair o mesmo. Vive no décimo andar de um edifício do Alto da Lapa, mais ou menos onde o Pinheiros encontra o Tietê e suas águas turvas deixam para trás o coração da metrópole. Dona Neuza gostaria de explodir o prédio da frente, que é mais baixo que o seu, mas que tira uma fatia de vista. Ou transferir-se ao andar superior. Mas reconsidera: Não, o seu reino está aqui. Sim, se apóia sobre o balcão: parece Liza Minnelli com Nova Iorque a seus pés. Setenta e nove anos, viúva e feliz. Como uma mulher casada foi feliz e não vê porque não deve continuar sendo já que a cada pôr do sol, seu companheiro a cumprimenta do Pico do Jaraguá. Sempre tem seu bigode da cor das nuvens. Esta casa é um arquivo suave e profundo, com muitas pastas azuis cheias de folhas manuscritas e impressas. Marido, esposa, filhos, netos, e agora é aqui sozinha a tomar conta desse um longo caminho vivido juntos. A idade do corpo é uma questão de an