Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

MORRE GABRIEL GARCIA MARQUES – GABO PARA OS AMIGOS

Imagem
Dos escritores sul  americanos o colombiano Gabriel Garcia Marques é um os meus preferidos. Como é da minha geração a identificação é mais fácil.
Nos últimos meses, semanas e dias acompanhei seu final e motivada reli algumas obras suas. Tenho quase todas, em encadernações simples que já estão amarelas, ruins de tanta manipulação.
Há mais de 20 anos li CEM ANOS DE SOLIDÃO mais de uma vez. É difícil acompanhar as gerações abordadas porque os nomes são sempre os mesmos.
Para  conseguir compreender melhor a trama toda fiz, à mão o que eu chamo de “minha primeira árvore genealógica”. Guardei sempre o original dentro do livro e hoje a recuperei. Digitalizei e com valor histórico para mim a estou publicando aqui.
Alguma coisa diferente sobre Gabo  junto com as centenas de abordagens biográficas que aparecem e continuarão a aparecer por um bom tempo  procurando reter o mais possível a lembrança  do escritor.
Aqui vai o gráfico que montei para meu melhor entendimento.




TEATRO CULTURA ARTÍSTICA EM SAO PAULO - HISTÓRIA

Imagem
TEATRO CULTURA ARTÍSTICATeatro Cultura Artística  pertence à Sociedade de Cultura Artística Projetado por Rino Levi e construído entre os anos 1947 e 1950, no terreno do antigo Velódromo de São Paulo, o primeiro estádio de futebol do país, o teatro teve sua inauguração realizada em duas noites, nos dias 8 e 9 de março de 1950, a cargo de Heitor Villa-Lobos e Camargo Guarnieri, que revezaram-se na regência da Sinfônica de São Paulo e apresentaram obras suas. O teatro funcionou na Rua Nestor Pestana e continha  duas salas superpostas, a Sala Esther Mesquita com 1.156 poltronas, e a Sala Rubens Sverner com 339, ambas com acesso para deficientes físicos e ar condicionado. A fachada do Teatro Cultura Artística exibe o maior afresco existente de Di Cavalcanti, medindo 48 metros de largura por oito de altura, feito em mosaico de vidro

Teatro Cultura Artística na sua versão de 1950 até 2008
Painel de Di Cavalcanti 

O Teatro Cultura Artística  foi uma de nossas salas de concerto favoritas. . A vi…

O MANDACARU DA CASA DAS ROSAS - uma história dentro da história da Casa

Imagem
Avenida Paulista nº 37 - Casa das Rosas Tem sua história contada e recontada. Tem sido visitada e revisitada.
Casa das Rosas recém-terminada, em 1935
Residência familiar até 1986, tombada pelo Condephaat em 1985 foi salva da demolição pela “lei 9.725 de Transferência de Potencial Construtivo de Imóveis Preservados, aprovada pela Câmara Municipal em 1984, que dá ao proprietário do bem tombado o direito de vender as áreas não construídas do terreno, desde que o novo proprietário assuma os custos de preservação das edificações de valor histórico.“  - 0 Jardim das Resistências –pag 80.
 Vista aérea da Casa das Rosas logo depois do tombamento

Casa das Rosas e Edifício Parque Cultural Paulista – final de 1980
Desapropriada pelo Governo do Estado quando seu restauro e o Parque Cultural Paulista ficaram prontos em 1991, a Casa transformou-se em uma Galeria Estadual de Arte, função essa que durou até 2003 e passou por várias gestões.  Em 1995 durante o governo de Mario Covas, o pintor, videomaker,pe…