Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2012

SONO- considerações em torno de um fato

Imagem
Costumo dormir às 22h quando não tenho programa à noite (e geralmente não tenho). Entre 21 e 22h frente a uma TV sem som, cochilo com a passagem das imagens. E ás 22h vou para a cama. Meu sono não é contínuo. Acordo várias vezes. Com o relógio digital à minha frente vou vendo as horas. Meia noite – que bom. Tenho toda a noite pela frente no quentinho do edredon – não tenho mais “cobertor de orelha.” Essas duas horas são “de sono de pedra”.  Durmo de novo. Acordo ao redor de 3 horas. Já dormi o suficiente, mas o quentinho me seduz e continuo em um sono meio cochilo  meio sono. Até 4 horas. Que bom!!! Ainda tenho 2 horas se não de sono, no quentinho.   Se conseguir ficar naquele estado de sonolência, sou capaz de engatar de novo no sono. Mas, às vezes me descuido e acordo de vez. E aí não tem jeito. Os neurônios acordam de vez também, começam a trabalhar  desordenadamente e muitas ideias vão igualmente acordando. E é nesse período que eu produzo mais.   O que quero e devo fazer durante o…

MÚSICA, DIVINA MÚSICA

ACESSE ESSE LINK E  OUÇA


http://www.youtube.com/watch_popup?v=GBaHPND2QJg&vq=medium

VIAGEM-DÉCIMO TERCEIRO DIA-QUARTA FEIRA - 11 DE ABRIL DE 2012

Imagem
Noite dormida de hora em hora com medo de perder a hora.
DIA DE  REENCONTRAR  PEDRO
Quem é Pedro? Pedro é um ex-aluno que perdendo a mãe foi para a Espanha em 1975. Perdi contato e só o reencontrei em 2000 através da Internet. Desde então nossa correspondência é frequente e tenho toda sua vida narrada por e-mails em uma pasta própria. Há um hiato nessa sequência, quando ele ficou muito doente, mas voltamos e agora estou tendo a oportunidade de reencontrá-lo. Depois de 37 anos de ausencia física. Eu chamo de “meu filho espanhol” e ele me trata como “minha mamãe brasileira”.
Meu voo saia às 10h tinha que estar no aeroportoo às 8 horas e tomar café pelo menos às 7h.  Todo atendimento no hotel teve grande atenção para comigo. Inclusive uma van me levou ao aeroporto. Só então, com mais tempo pude ver como é o aeroporto de Lisboa, o Portela.
Como da outra passagem por esse aeroporto, quando viemos de Sevilha, eu tinha pestado muita atenção nas localizações, sabia bem onde era  Ibéria, (companhi…

DIVULGAÇÃO -MÚSICA

Acessem

http://sonsdoeden.wordpress.com

Não se arrependerão.coisas lindas!!!!!















SOBRE O INSTITUTO BACCARELLI

Imagem
Texto elaborado por Neuza Guerreiro de Carvalho em 11 de Agosto de 2012 (pesquisas, entrevistas, visitas)
PRIMEIRA PARTE
LOCALIZAÇÃO NO ESPAÇO Era uma vez..... Uma cidade, então uma aldeia chamada de São Paulo de Piratininga, que começou no século XVI com 13 missionários e chega hoje no século XXI com quase 11 milhões de habitantes. Uma cidade que passou seus primeiros 300 anos devagar, quase parando. Uma cidade que no meio do século XIX começou a acordar e explodiu em progresso no século XX. Uma cidade, agora apenas São Paulo, que no século XX passou de provinciana a cosmopolita, tornando-se uma verdadeira metrópole. Na segunda metade do século XX tinha até fábrica de automóveis. Uma cidade em constante transformação e que mereceu frases como “São Paulo é um vir a ser” de Jorge Americano e “São Paulo não para em uma fotografia, move-se num filme” de Guilherme de Almeida. Uma cidade que cresceu tanto que hoje separou seu município de outros tantos – 39 – e que no conjunto formam a Grande São Paulo ou…