A MINHA CIDADE FAZ ANOS – 459


Para comemorar esse evento, há semanas - talvez meses – que estou trabalhando na sua história. Li dezenas de livros, digitalizei quase três centenas de fotos para montar um Power Point. Mas, não é um trabalho acadêmico. Não sou mestra, nem doutora e muito menos historiadora. Esse trabalho é fruto do meu amor por são Paulo, da minha vivência nesta cidade onde nasci, cresci e vivo até hoje nos meus 82 anos.

A Casa das Rosas me disponibilizou duas horas no dia 25 de janeiro, às 14 horas para que eu fale sobre a cidade, e eu lá estarei com o meu pendrive com os  slides e todos os textos na cabeça.Precisaria de quatro, cinco horas,mas tive que escolher os 120  mais significativos. Guardo todos para outra oportunidade.

Começarei com João Ramalho e Bartira, os “pais” de todos os paulistas.
                                  


                                             

Com a primeira casa dos jesuítas
                        

Com os rios Anhangabaú e Tamanduateí delimitando a cidade
                   
 E através de quatro séculos e meio chego a uma cidade multitudo (racial, cultural.....)

Onde agora são os rios Tietê e Pinheiros que delimitam o “centro expandido” da cidade.
                    

E onde convivem atualidades, restaurações  de coisas mais antigas com valor histórico e coexistência do novo e do velho valorizando o antigo.


                                 
No dizer de Jorge Americano no século XIX “São Paulo é um “vir a ser

Como disse Guilherme de Almeida no século XX “São Paulo não cabe em uma fotografia. Precisa de um filme”

E no dizer de Benedito Lima de Toledo no século XXI   “A cidade de São Paulo é um palimpsesto – um imenso pergaminho cuja escrita é raspada de tempos em tempos, para receber uma outra nova, (...). Uma cidade reconstruída duas vezes sobre si mesma, no século XIX”

AGUARDO VOCÊS



Comentários

Célia Rangel disse…
Olá, Neuza! Realmente é uma cidade "megaencantadora"... Gigante em tudo, agiganta também nossos sentimentos pela mesma! Desejo-lhe sucesso em sua palestra! Isso se concretizará, pois você armazena tudo, não em pen drives, mas no coração!
Bjs. Célia.
Flávio Aquistapace disse…
Cara Neuza, tudo bom?

Sou o Flávio, repórter do Portal Aprendiz. Preparo uma matéria sobre a Uniati e gostaria de entrevistá-la. Por favor, se possível, encaminhe o seu contato para flavioaprendiz@gmail.com

Um abraço e obrigado.

Postagens mais visitadas deste blog

QUARESMEIRA OU MANACÁ DA SERRA?

PAINEIRAS E MARITACAS

OS PARQUES DA CIDADE- O PARQUE DO ESTADO