segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

RELAÇÃO "VAPT VUPT" DO QUE FIZ NESTE ANO


Todo ano faço a retrospectiva anual completa que me ocupa semanas desde a coleta de dados nas agendas e diário até a produção do texto com comentários. Começo sempre no início de janeiro. Precisei de uma lista rápida do que fiz em 2014 e então elaborei esta relação como um resuminho de coisas grandes que fiz neste ano.

Foram ao todo 17,8GB de trabalho – em 426 pastas e 8703 arquivos.

 - Logo no começo do ano o ‘affair” EXUMAÇÃO – DOAÇÃO para dar de novo visibilidade ao Ayrton e para que ele continuasse a exercer sua cidadania mesmo já não pertencendo ao nosso mundo.
 - Terminei a duras penas SEIS GERAÇÕES ENCONTRAM SUA HISTÓRIA.  –encadernação básica. Á espera de encadernação mais estética.
 - Cheguei aos 500 textos para o Blog – desde março de 2008
 - Relatórios continuados sobre minha ARTROSE PÉLVICA
 - Maior envolvimento com Arte – Adão e Eva através da Arte -  Arcimboldo,  Munch e Ron Mueck
 - Banca de defesa de especialização de Milton Baungartner. Pela primeira vez em 84 anos.  
 -  No Hospital Universitário - Palestras - Conhecendo o Corpo Humano -  Encontros de Resgate de Memória Autobiográfica -   ppt sobre O Idoso de Ontem e de Hoje
 - História das Semi Novas – caderninhos com 85 páginas com muitas fotos, encadernados – um para cada uma das participantes.
 - Organização de cinco livrinhos com título geral de UM POUCO DE TUDO
Volume 1 -  contos, crônicas, registros, situações familiares, criações com imaginação
Volume 2 – Narrativas e ...
                        Volume 3 - “Flashs” de minha vida
                        Volume 4 – Bichos e plantas na minha vida
                        Volume 5 – “Flashs” de São Paulo – minha cidade

 - Apreciação simplificada dos 25 volumes de São Paulo de Perfil – organização – Cremilda Medina – 32 páginas.
 - Resolução consciente da venda do apartamento e início das divulgações
 - Testamento Vital pronto
 - Acompanhando documentário do Eduardo Barros na fase de Edição
 -  0 Livro Glette finalmente saiu do forno. Lançamento festivo em 12 de dezembro de 2014, depois de 8 anos de trabalho
 - Cheguei aos 400 slides do ppt sobre a História de São Paulo – com anexo da Avenida Paulista (mais de 90 slides)
 - Meu projeto de Resgate de Memória Autobiográfica aceito para a Universidade Aberta à Terceira idade.

Detalhes só na Retrospectiva 2014



Um comentário:

Nora Pires disse...

Vovó Neuza, lendo seu blogger fiquei bastante inspiranda em escrever também à respeito das coisas que me dão prazer de viver: o amor por minha família, a música que alimenta minha alma, a desigualdade social que me incomoda em demasia, as belezas da minha cidade Fortaleza e sua transformação de província para uma cidade turística, dividida em duas. A turística e realidade da Fortaleza periférica. Gosto muito de ler o blogger Fortaleza Bela, de Leila Nobre, uma jovem que pesquisa muito sobre nossa cidade. Também, amo viajar, preferencialmente, como minha família ou amigas próximas. A viagem mais recente que fiz foi à Gramado/RS, curti bastante a Europa brasileira, sua arquitetura, belezas naturais e culturais. Sou muito saudosista, da época em podíamos andar traquilamente pela cidade. Hoje estou prestes a completar em janeiro próximo, 60 anos, já sinto as inquietações dessa idade. Procuro sempre que posso, fazer reflexões sobre o que vivi, e, que muito contribuiu para ser a pessoa que me tornei. Ainda estou na ativa, mas tenho tempo de serviço para solicitar minha aposentadoria, não o fiz em virtude as perdas salariais e também com medo de não saber administrar tão bem o meu tempo como a senhora. Também sou avó, de cinco netinhos, minha paixão. E estou com a síndrome do ninho vazio. Minha mãe está com 87 anos, está na fase do Alzheimer, já não se lembra de quem é e aonde mora. (Perdi meu pai há quatro anos, uma grande perda, que me causa muita saudade e me deixou pensa do chão. Ele era meu exemplo de "pessoa digna"). Isso me causa muita preocupação e angústia, já me projeto futuramente nessas condições e isso me causa sofrimento. Procuro ler muito sobre esse tema, até como forma de compreender mais sobre essa doença.
Puxa, escrevi demais, digo que sou uma escritora frustada, porque todo início do ano, anoto numa agenda planos para o ano que se inicia e nessa mesma agenda faço anotações de momentos marcantes. Mas, não sou uma pessoa organizada e levo o tempo em acumular agendas, sem querer me desfazer delas, em virtude dessas anotações. Por hoje, é só para que saiba um pouquinho de mim. Abraço fraterno!!!