DIÁRIO DO MEU ISOLAMENTO PARTE 5 C - 21/08 a31/08

 Começo este período com chuva e frio. Me livro um pouco dos meus compromissos domésticos com a vinda da Doralice e aproveito redigir o Diário do Isolamento Parte 5 B – e publicar. Faço alguns pagamentos e dedico tempo para organizar o ppt para as aulas de Resgate de Memória em versão reduzida. Curto o frio que aqui no ap. vendo os seriados que gosto NCSI, Mentalist, Acostumo com as fisionomias, sigo seus perfis e acabam por ser uma companhia descompromissada, mas sempre interessantes pelos lugares onde acontecem suas aventuras, os raciocínios e uma tecnologia pra lá de moderna.

 

 E, a não ser Paula que continua me trazendo compras de super mercado, eu não saio e não entra ninguém aqui. E então, a visita de Telma e Ana Lucia foi um “acontecimento.” Chegaram pelas 16h porque compraram muita coisa para Ana Lucia cozinhar aqui. O prazer de acompanhar o.  “fazer” de uma refeição toda ela natural, sem nada de conservantes e caprichada, molhinhos para aperitivos   uma abobrinha coberta com temperos e molhos, pães fresquinhos (tudo integral) foi acompanhada de um vinho. Eu bebi um golinho e já fiquei tonta. Falta de hábito.  E Telma me ensinou a fazer minha foto para os” Bom dia” e “Boa noite” que mando sempre. E com a comida que serviu de refeição para o dia seguinte ficou o carinho que me deixaram.

Um pouco de sol me ressuscitou e eu respondi os e-mails pessoais  longamente  e no maior pique

Sozinha sempre, no domingo depois do almoço  relaxei de vez. Assisti ótimo filme sobre o Pantanal e como programa de domingo o live de Jolanda no Tecnologia e Poesia em que ela mostra seu talento e sabedoria. E pra completar um domingo frio A Megera Domada de Shakespeare em um teatro shakespeariano , atores especiais e o texto completo. Só podia ser mesmo no canal Films  & Arts.

A noite não sinto frio. Os cobertores mantem o calor gerado pelo corpo sem que ele se perca.

Intercalo pesquisas e estudos profissionais com contatos com os muitos amigos. Até falei com Hélio (que morou um tempo aqui como hóspede de depois namorou Maria Inês). Mas, me reconheceu porque eu pertenço a um passado que ficou ainda em sua memória. Agora, está em uma clínica de Florianópolis com Alzheimer.

Mas, também há contatos desagradáveis que não vale a pena detalhar.

Pra me esquentar acho atividades domésticas como recolher roupa, dobrar, guardar.... andando pela casa.  E lavo louça (em água quente para esquentar a mão) quando a pia está cheia.

Continuo com as aulas de Felipe Martinez com História da Arte e agora além das segundas há as quintas. E estou fazendo um curso pela Pinacoteca O IDOSO NO MUSEU.  Difícil a entrada na Plataforma Microsoft Team. Conversei muito com o pessoal. Aulas muito boas. Nada que me acrescente muitos conhecimentos, mas sempre há outros modos de apresentar as mesmas coisas.

Participei de novo do Lab 60 + e pude expor a nova versão do meu trabalho.

Mesmo quando cozinho ou faço alguma coisa doméstica minha cabeça fica pensando e pensado no que projeto como trabalho ou conversando comigo mesmo, não em voz alta, mas dialogando dentro do pensamento.

Um filme das aulas do Terron A CRIADA. Não gostei. Uma pessoa carrancuda durante o filme inteiro não é agradável.

Mexo em material esquecido e reencontro recortes guardados do tempo do Museu da Pessoa e voltam com esses trabalhos e os amigos desse tempo: Karen, Rosali....

E leio as tarefas que a turma dos Encontros para Resgate de memória.  São textos muito especiais e por isso a reunião das quartas feira é sempre esperada. Passamos duas horas interagindo, cada um com seu jeito de escrever e falar sobre o tema da semana. Mantemos 8 a 10 pessoas em atividades contínuas.

Para trabalho eu e Telma estamos sempre em contato.

E eu continuo mandando os textos para o tema dos últimos encontros, agora Objetos Biográficos. Horas separando material para mandar como textos de apoio.

Sol continua em capsulas de vitamina D. Quando roubo um pouco dele no terraço da Circe não aguento o vento.

Contato diário de bons dias e boas noites com filho e netos e a novidade é que André além de cortar o cabelo depois de 20 anos está mais magro e mais esbelto. Um gatão. Bonitão.  Com Flavio, todos os dias. Anda muito tenso e assustado com sua diabete. Por isso, entrei em contato com o Wilson amigo de mais de 30 anos pra buscar um atendimento mais personalizado

Em um domingo em que eu não tinha nada programado, recebi telefonema de Cecilinha da O2 sugerindo que eu fizesse um vídeo pequeno para um comercial...... Não gosto de fazer vídeo, mas tive uma inspiração fiz alguma coisa e mandei. Sem nenhuma expectativa porque teria que competir com outras pessoas. Gostara os contatos continuaram e depois de muita troca de mensagens ficou resolvido que eu deveria fazer a gravação, mas era preciso esperar as coisas acontecerem no tempo deles e não meu

Continuou  o contato com a Cecilinha Troca troca de mensagens via WhatsApp E parece que vai rolar sim porque foi marcado um teste de Coronavirus para segurança minha e deles porque vou ter que me deslocar.  E foi feito sim um método novo, analisando saliva. Com um protocolo completo uma pessoa de um laboratório especializado veio até aqui e o material foi colhido com todo o cuidado. Resultado em 24h deu NEGATIVO para o vírus. Liberada para sair.  E já recebi os termos de compromisso que imprimi, digitalizei, preenchi e mandei de volta. Ainda passei uma tarde todo do dia 31 com contratos a serem lidos e assinados e toda a burocracia para que a gravação acontecesse com os devidos cuidados.  

Soube depois que amigos meus interferiram para que fosse eu quem faria o comercial. Como sempre Sergio  da Ativens que tem uma rede de conhecimentos muito grande usou seus contatos  porque me conhece bem e sabe do que sou capaz.

Mas passei um fim de semana excepcional porque a Eliana (de Sumaré) veio passar parte do sábado e parte do domingo aqui comigo. Há 3 anos não nos víamos e dentro de todos os cuidados de distanciamento e outros, conversamos e conversamos e conversamos. Cada uma com seus problemas, pusemos a vida em dia. E problemas compartilhados nos afetam menos.

Flavio e Eliana também estiveram aqui e conversas correram soltas. Decisões tomada para acelerar a venda deste ap. Quero mesmo sair daqui.

Além do jornal quase não tenho lido. Terminado o livro 10% Humano, estou tentando fazer uma indexação, mas é trabalhoso e faço um pouco por vez, assim diversifico bem as atividades do dia

E o ultimo dia deste agosto foi focado na documentação para a gravação já marcada para o dia 01 de setembro, na O2 e outro mil detalhes que precisam ser resolvidos. Mas, aí já será setembro;

 

Resumo - o mês de agosto acabou, foi tão preenchido que precisei dividir em 3 partes A, B e C. Mesmo sozinha, no mesmo espaço sempre, não tive tempo para reclamar, para sentir qualquer tipo de sentimento negativo. Conversei muito comigo mesma, e consolidei minhas ideias   e pontos de vista e pronta para tudo o que vier de novo. Nem imaginava, mas sou RESILIENTE sim. Nunca foi nada igual (a não ser as rotinas já consolidadas) , muita coisa  aconteceu, meus  contatos com amigos  resgatados  continuam a me abastecer de carinho e novidades. É uma grande rede que acaba aumentando mesmo nessas condições de isolamento   e uma das razões da minha sobrevivência em “condições normais de temperatura e pressão” como se diz em Física.

Planos a curtíssimo prazo: continuar com o trabalho, com as aulas, e me manter sempre atualizada para continuar fazendo parte deste mundo e estar preparada para o próximo que certamente será diferente.

 


Comentários

Anônimo disse…
Boa noite vovó Neuza! Fico feliz em saber que está bem. É bom se isolar agora para se cuidar do vírus, pois depois estaremos livres. Achei seu blog por acaso. Estou isolada também, e achei lindo de sua parte escrever esse blog. Tome muita água e que Deus te proteja.
Marcos disse…
Oi, vovó Neuza! Adorei ler o seu blog! Também estou isolado desde março e as vezes é muito desafiador. Adorei a ideia de escrever sobre o isolamento e estou pensando em fazer o mesmo! Boa noite e se cuide!
Cristina disse…
Oi Vovó Neuza, acabei de conhece-la e amei.
Você me deu uma vontade de continuar a viver.
Tenho 53 anos e achei que minha vida estava no fim, mas você me faz acreditar que tenho como aproveitar bem a vida e Recomeçar a viver.
Perdi 20 anos da minha vida doente com depressão. Hoje estou tratando e bem melhor, mas a tristeza de não poder voltar ao passado me fez adoecer mais.
Quero aprender com você a viver.
Me ajude, nos ensine como aproveitar o momento e fazer as coisas que perdi.
Luciana disse…
Oi vovó Neuza!! Amei as suas histórias cada dia mas me faço a me dedica aos idosos pois sua técnica de enfermagem , mas sua vida e uma benção para cada idoso e espelho dde vida. Tenho meus pais também bem idosos mas são como a senhora felizes vivem a cada dia que eles podem e eu agradeço todos os dias por eles e por todos os idosos. Parabéns e vou ter acompanha a cada linda história sua. Deus te abençoe sempre ❤️�� sua admirável nova amiga ❤️ �� Luciana
Querida,amiga irma, avo, mae tb....pode ser tudo..te amo! Estar contigo e uma honra, e uma delicia de aprender e de desabafar, me aguarde, logo estarei ai de volta.sempre e minha INSPIRAÇÃO. Estou fazendo um trabalho de arteterapia, a JANELA DoS SONHOS. depois te explico, pide lhe ser interessante nos suas aulas de resgate de memória. Bjs.

Postagens mais visitadas deste blog

QUARESMEIRA OU MANACÁ DA SERRA?

PAINEIRAS E MARITACAS

A ARTE DE GIUSEPPE ARCIMBOLDO (Artista que poucos conhecem)