quarta-feira, 13 de abril de 2011


OS 81 ANOS DE NEUZA (em 2011)
A intenção era parar nos 80. O resto, passar batido. Não dá. Agora, cada ano é mais denso, mais significativo  e embora se queira segurá-lo, fazê-lo durar mais, ele passa ainda mais depressa. Não adianta dourar a pilula, estou na reta de chegada.  Mais ou menos longa  a natureza é quem  sabe.

Meus 81 anos foram   foram bem vividos, muito bem vividos mesmo.  Tive e tenho tudo a que tenho direito.Nasci,  fui bebê,  fui menina,   fui moça, vivi meus sonhos de noiva, fui mulher, fui mãe , fui avó.Também fui filha.  Agora, só mãe e avó.

Tive uma familia que começou com nós dois, e agora   já não está completa. De dois seríamos 15,  mas somos só  12 entre filhos, genro, noras, netos e netas por casamento: eu, Neuza, continuo,  por enquanto, catalizando a  familia. E, Jarlei que é uma mistura de amigo, filho, neto, meu anjo  da guarda,  dificil de se encontrar. Agora o mais próximo.

Tive o direito de estudar como sempre quis. Aprendi o suficiente para  passar conhecimentos a jovens durante 30 anos.Profissionalmente me realizei.

A minha outra metade foi especial. Dois anos de conhecimentos e acertos, e 46 anos de vida em comum dão quase meio século de convivência. Nossa vida foi um comparatilhar de poucos problemas e muitos sucessos,  onde sexo e amor se misturavam, amalgamavam e sustetavam a estrutura familiar. Companheirismo e amizade completavam esse esqueleto estrutural. Demos frutos.  Pessoalmente me realizei também.

Tenho alguns  orgulhos na vida –
Orgulhos materiais como  A Programação Dinâmica de Estudo para Ciências um  testemunho da minha profissionalidade, O Bauzinho da Memória, minha criação,  fragmentos de nossa vida  em fichas, minha imagem na  capa do catálogo  da Universidade Aberta à Terceira Iidade........
Orgulhos sentimentais, como uma linda familia e um montão de amigos reais e virtuais, antigos ou atuais, professores que se tornaram amigos como Ecléa, Chico e Cristina, Terezinha e outros que virão por afinidades mutuas.  Minhas Semi-Novas (Edna, DoCarmo, Marlene, Irma, Irlei,  Ivanise, Ligia, Zazá e Mércia que sempre fará parte do grupo embora já tenha completado seu ciclo de vida. ) , Ivanilson, Margarete e o chegado há  pouco Ulisses, Delma, Luiz, Rosali, Paulo e Théo (agora tão longe), , Maria Inês, Wanda, os Terronristas  todos, Eduardo, Neusa, Doralice e...............Na certa falharei com alguns.

Tenho  uma mágoa: meu  ultimo projeto de vida, aquele no qual acredito e me empenho, não sai do papel. Sempre  foi um sucesso, agora está  em “stand by” Já está esgotando seu prazo de validade.  Mais um tempo e não terei condições fisicas de aplicá-lo. Mas, mantenho o entusiasmo e a esperança. Embora junto há a ansiedade.
MEU DIA (UM DELES )
Tenho dois aniversários: um no dia 9 de abril  que é o real, o dia em que nasci e outro no dia 12, qe é o oficial, no dia em que fui registrada. Este está nos documentos. O outro é biológico.

Costumo comemorar  meu aniversário no dia 09. Mas,não gosto de festas. Deixo em aberto aos amigos vir ou não. Se vierem sempe me encontrarão aqui, pronta para um papo e umas comidinhas feitas no capricho.
Neste anos o grupo maior que esteve presente foi o das SEMI-NOVAS. Quem convive comigo já as conhece pelas inumeras vezes citadas. Gostam de vir no começo da tarde.Afinal todas tem mais de 60 e querem estar em casa mais cedo.  Foram chegando uma a uma e como o dia estava claro o grupo brilhava  de entusiasmo e prazer  de estarem juntas.  Sabedoras do meu prazer po livros me presentearam com dois vale livros (ou CD ou DVD) em um valor muito além do que mereço. R$ 100,00. Fiquei surpresa  e no  momento, enquanto assimilo o fato, não consigo agradecer como devia. Faço isso mais tarde ou através deste texto. Abrindo o cartão um “bauzinho” meu simbolo.   E ainda  Edna me trouxe um lenço  de muito bom gosto em preto e branco como eu gosto. Todas juntas comemos, conversamos, contamos piadas, fatos e comentários.  Jarlei ficou um  pouco e foi dele o café  arremate,  como só ele sabe fazer  e nos servir com o seu jeito único.  Foram quatro horas de puro prazer

Chegou Bruno (meu neto), depois Flavio e Eliana, (me trouxeram um lindo pijama cor de rosa, mas como já tinham me dado um no Natal, já trocaram por camisola também cor de rosa).  Tiago (outro neto, gêmeo de Bruno), Custódio (dos Encontros Culturais) com seu vinho.  Fátima deu uma descida e me trouxe um presente russo. Comprou na Russia mesmo na sua ultima viagem através do mundo: uma echarpe lilás, levissima, de  um trabalho de tecelagem muito especial (artesanal? ).  Um pouco mais tarde chegaram Ivanilson, Margarete eo pequeno Ulisses que já não é tão pequeno e antes dos 4 meses já tem um dentinho apontando. E aí tomamos vinho, comemos bolo e tomamos café que sempre é bemvindo.

Não convidei ninguem mas fiz saber que estaria aqui  em casa. A cada um que chegava comíamos de novo. Sem método, sem ordem mas com a naturalidade com que  se comportam os amigos.

Tive dois bolos: o que Irma fez, de chocolate e o que eu fiz e cobri ás cinco da manhã (e por isso ficou feio) que era branco de chantili. Este ainda tem hoje, terça feirae espero que a turma da Biomédicas venha comer um pedaço.  No dia 11 encontrei Delma e até presente ganhei.

Senti falta de Maria Inês. Ela garantiu que viria. Me preocupa a sua falta porque atoa ela não deixaria de vir. Mas telefonou, convidou para almoçar no dia12. Optei por vir  aqui. E veio mesmo com Silvia lá do laborat´rio e os dois Robertos.  Foi um almoço muito descontraido, com tempo para muita conversa porque doralice estaa aqui e ajudou bastante. Sobemesa trazida por eles,  foi um bolo de sorvete, cor de rosa (gosto da cor) com velinha e tudo a que tinha dieito.
Ainda na aterça, 12, Wanda esteve aqui. É corajosa mesmo. Enfrenta a estrada de Alphaville até aqui e ainda foi embora na maior chuvarada
.
Algumas pessoas me  perguntaram porque um aspecto negativo de mágoa dentro de um texto tão otimista. Respondo. Na vida há claros e escuros, sucessos e fracassos, situações positivas e negativas. O importante é  encarar de frente e não esconder os problemas, não fugir das situações não agradáveis, mas conviver com elas e saber administrá-las. É o que eu tento fazer para sobreviver.

Foram assim meus aniversários.


 
  

               
                                              

10 comentários:

Ludenbergue disse...

Embora com atraso (mas ainda no prazo de validade, parabéns! Saúde!

Anônimo disse...

Boa tarde!!!!!
Um parabéns do tamanho do mundo pra ti!!!!
Desejos de felicidade,paz,amor, saúde, sucesso,luz, e que Deus continue te iluminando!!!!
Abraços e Beijos

Dani(danibernardes@ibest.com.br)

Tania disse...

Parabéns!!! Tudo de muito bom neste ano prá voce!!
Continue inspirando a todos que direta ou indiretamente te admiram!!
Muito obrigada.
Tania

Maria Luiza disse...

Parabéns!Muita saúde, paz, alegria, prosperidade, enfim tudo de bom. Você é linda!!!
Um grande abraço
Maria Luiza (marialuizakimura@hotmail.com)

Cláudia Oliveira disse...

Ola Neusa! Sou sua admiradora silenciosa e passei para desejar-lhe um feliz aniversário ainda que um tanto atrasado. Mas receba meu abraço e continue nos presenteando com seus textos sempre tão singelos e gostosos! felicidades! Cláudia

disse...

P*A*R*A*B*É*N*S

silvia disse...

Neuza, estava tudo muito bom em seu aniversário, obrigada pela hospitalidade e carinho!
Beijos e abraços...
Silvia (do lab MInês)

Leti Abreu disse...

Feliz aniversário!!! Cada vez, mais vitalidade a você!

chuvaboaprazenteira.blogspot.com

Jo Negretti disse...

Parabéns querida! Muitas felicidades e sabedoria! Também fiz aniversário esse mês... e diferentemente de vc convidei amigos rs - como foi na sexta-feira santa teve direito a uma bela bacalhoada! Feita pelo marido - que bacalhau é com ele! Aliás tb fiz aniversário de casamento - 16 anos de cumplicidade e amor! Nada melhor que isso!

Esse ano, essa data de passagem, trouxe também a consciência de algumas pessoas apenas passam por nossa vida e que devemos deixá-las voar...

Ainda guardo com carinho a idéia de fazer meu inventário semanal - tal qual vc! Meu projeto ainda no papel, ou melhor: no coração e na alma!

Como te "conheci" faz pouco, espero que vc possa fazer muito aniversários ainda... egoísta eu, não?

Um beijo em seu coração!

Jô (jonegrettibijoux@gamil.com)

Priscilla Castro disse...

Nossa vovó (posso te chamar assim?), ao ler seus textos vc me enche de entusiasmo e me ensina a cada frase a não ter medo da vida ( que as vezes tanto temo)
Muito obrigada pelas palavras que escreve a nós através de seu blog.
A estimo muito mesmo sem conhece -la.
Aqui está meu email se quiseres trocar palavras.
priscilla.castro01@hotmail.com