segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

O SAPO

Já publiquei várias vezes que o Sapo é um dos meus bichos preferidos (outro é a minhoca) .
Encontrei entre os meus papéis essa poesia, gostei e transcrevo:


O SAPO -   FERREIRA GULLAR

Aqui estou eu: o Sapo
Bom de pulo e bom de papo.

Falo mais que João do Pulo,
Pulo mais que João do Papo.

Por cautela, falo pouco,
Pra evitar ficar rouco

Mas, na verdade, coaxo.
Sou quem toca o contra baixo

em nossa orquestra de sapos,
Pois com o som dos nossos papos

fazemos nosso concerto:
Um som fechado, outro aberto,

um que parece trombone,
outro flauta ou xilofone.


Tocamos em qualquer festa.
O nosso e-mail é orquestra
@sapos.com.floresta

2 comentários:

Baldoino Soares Badu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Baldoino Soares Badu disse...

É como blogueiro e como amigo posso simplesmente chama-la carinhosamente de vovó, pois tenho muito orgulho da minha avó Mãe Mina e quando leio suas narrativas me vem a minha memória a sua imagem.
Quando selecionei e dei destaque do seu blogue no nosso, não aquilatei o quanto poderia aprender com suas narrativas, adorei essa da panela de pressão, essa em especial me traz grandes recordações do passado que ficarão comigo por toda eternidade e que me lembra que nada acontece por acaso.
sou por assim dizer um fã que muito de admira como pessoa de bem e com a vida ligada ao bem viver .Parabéns é que posso dizer nesse momento e obrigado por estar sempre conosco.
Badu