PAULA


PAULA

          
          












                        
    



     Qual a diferença entre as duas imagens?

A princípio, nada demais. Dois momentos de uma mulher que gosta de mudar seu visual. Na verdade, dois momentos que mostram doação de 15cm de seus cabelos para perucas de mulheres que passaram por quimioterapias e que sem cabelos, anseiam por uma peruca.

É essa é uma das Paulas: a que doou cabelos e como doa seu tempo para ajudar em uma instituição de cegos.

Paula é uma jovem senhora que divide seu tempo em um trabalho real, e o cuidado de dois filhos que agora já são jovens adultos mas precisaram e tiveram seus cuidados em toda a difícil fase da adolescência. É uma guerreira, que enfrenta e resolve problemas, mantendo sempre um sorriso e um bom humor invejável.

Foi através dela que consegui saber da doação de cabelos, doação de tempo para revisão de livros para cego-Fundação Dorina Nowill para Cegos -fazer parte de listas para doação de medula óssea - Redome - e não doa mais sangue embora tenha ainda idade para isso porque tem um  problema com nível de Ferro baixo no seu sangue. Como vem de uma família com Talassemia, se propõe também a fazer parte de pesquisas sobre essa anomalia.

O que leva Paula a esses gestos de cidadania, de doações espontâneas? É um Dom? Não sei e gostaria de saber.  Quem sabe ela nos diga.

Foi Paula quem disse que fez sua primeira doação de sangue durante a doença do seu pai e desde então, sempre esteve motivada para doações. Esse acontecimento deve ter sido um gatilho para despertar um “dom” de interagir com problemas de saúde.


       Como uso meu Blog para divulgações, aqui vai algumas informações úteis.

SOBRE DOAÇÃO DE CABELOS
De um artigo de Aline Lima encontrado ao acaso,
“Não há dúvidas de que o cabelo e a autoestima estão intimamente ligados. Uma mudança radical no corte dos fios provoca mudanças comportamentais. Diariamente, mulheres que estão em fase de tratamento de câncer, têm de lidar com a queda de cabelo. Mas esse momento não precisa ser tão difícil, pode ser aliviado com um simples gesto: a doação de cabelo. Em São Paulo, existem alguns bancos de perucas, que recebem as doações e ajudam na devolução da autoestima das pacientes.
Muito além da estética, a ausência de cabelos desencadeia um desequilíbrio e psicológico e emocional, extremamente negativo para a evolução do tratamento. Por esse motivo, as perucas são fortes aliadas no processo terapêutico dos cânceres. Mas o custo desse acessório não é nada acessível – uma peruca de cabelo natural, por exemplo, pode custar até três mil reais. ”
E é por isso que a doação de cabelos é extremamente importante e necessária.
Para garantir o aproveitamento das mexas doadas, são necessários alguns cuidados básicos. Primeiro, é necessário informar o cabeleireiro sobre o destino do cabelo, isso porque antes do corte, ele precisa estar limpo, seco e amarrado por um elástico.
Depois do corte, a mecha deve ser envolvida em um plástico fechado e se for enviado pelo correio, guardá-lo em um envelope. Todos os tipos de cabelos são aceitos: lisos, encaracolados, crespos e ondulados, tingidos ou naturais. A única restrição é o tamanho do fio, que deve ter pelo menos 15cm. Parece que atualmente o comprimento da mecha deve ser de 20cm?????
Alguns salões de cabeleireiros oferecem descontos para clientes que fazem a doação, outros já encaminham a doação direto para uma instituição parceira, pergunte se esse é o caso do salão em que vai contratar o serviço.
ONDE DOAR
O Hospital Pérola Byington e o ICESP (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo) recebem doações de cabelos naturais, sintéticos e lenços. Para esses endereços, as doações podem ser feitas pessoalmente ou via correios, de segunda à sexta feira.
ICESP - Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (correio ou pessoalmente) - Av. Dr. Arnaldo, 251 – Cerqueira César – São Paulo, SP - CEP: 01246-000
Hospital Pérola Byington (correio ou pessoalmente) Av. Brigadeiro Luís Antônio, 683 – Bela Vista – São Paulo – SPCEP: 01317-001
Outras instituições, não governamentais, como a Cabelegria e a Rapunzel Solidária também abraçam o projeto para recuperar a confiança e a alegria de crianças e mulheres, atuando como centros de arrecadações de cabelo.
.RAPUNZEL SOLIDÁRIA (correio) - Caixa Postal 57007 – São Paulo – SP - CEP: 04089-972  -  e-mail – contato@rapunzelsolidaria.org.br
Endereços para entrega pessoalmente em São Paulo.
JJ Cabeleireiros – parceiro da Rapunzel desde a sua fundação.- Av. Cidade Jardim, 1013 – fone: (11) 3079-9042
Studio Toninha Rocha – Rua Amaro Cavalheiro, 140 – Pinheiros – Fone: 2338 1697

Paula usou essa ong para sua doação e deu um depoimento sobre esse procedimento:
A Instagran divulga eventos para doação de cabelos. Agendei em tempo hábil com a Rapunzel e recebi as instruções.  No meu caso contou com a colaboração da INSPER (Instituto de Ensino superior de São Paulo) que cedeu o espaço e a colaboração de alunos; um cabelereiro qualificado que doou um dia de seu trabalho gratuito (no meu caso a equipe do cabelereiro Celso Kamura); coordenação da Rapunzel Solidária que recebeu as mechas doadas e as encaminhou. O procedimento demorou  ao redor de meia hora.”
CABELEGRIA(via correio): - Caixa Postal – 75207 – São Paulo – SP - CEP. 02415-972
Pessoalmente: - Rua Santa Marcelina, 177 – São Paulo – SP

PERUCA TRUCK -  percorre hospitais de sp para doar cabelos a pacientes com câncer

Acesse o site
      sao-paulo/noticia/peruca-truck-percorre-hospitais-de-sp-para-   doar-cabelos-a-pacientes-com-cancer.ghtml
 para saber  mais informações sobre essa instituição

Acesse também o site http://www.jjcabeleireiros.com.br/blog/tag/rapunzel-solidaria/     e encontrará muita coisa interessante.
                                     
                                                 ******
Fundação Dorina Nowill para Cegos é uma organização sem fins lucrativos e de caráter filantrópico.
Há 70 anos a Fundação se dedica à inclusão social de pessoas com deficiência visual por meio da produção e distribuição gratuita de livros em braille, falados e digitais acessíveis, diretamente para o público e também para cerca de 2.500 escolas, bibliotecas e organizações de todo o Brasil.
Também oferecemos, gratuitamente, serviços especializados para pessoas com deficiência visual e suas famílias, nas áreas de educação especial, reabilitação, clínica de visão subnormal e empregabilidade. SAIBA MAIS acessando o site da Fundação.

Mas, não fazemos tudo sem os voluntários.
Voluntário é a pessoa que investe seu tempo, trabalho e talento, de maneira espontânea e não remunerada, em causas de interesse social e comunitário. Os resultados do desenvolvimento da responsabilidade social nas pessoas são vantajosos para todas as partes envolvidas. A solidariedade faz a diferença!
Faça parte da transformação de realidades. Venha servir ao propósito da Fundação Dorina por meio de trabalho voluntário agregador, ético e qualificado. Seja nosso voluntário!
Conheça algumas possibilidades de atuação dos voluntários na Fundação Dorina Nowill:
  • Eventos
    Suporte (fotografia, cerimonial, recepção, assessoria, organização, etc.) às nossas ações comemorativas, de captação de recursos, visibilidade e/ou campanhas.
  • Dona Dorina Outlet  (Loja)
  • Atendimento aos clientes, auxiliar as pessoas com deficiência visual na descrição de produtos, apoiar nas vendas, caixa, na organização da loja e do estoque.
  • Captação de Recursos
    Mapeamento de oportunidades de captação de recursos juntamente com outras organizações. Prospecção de novos parceiros para ações de Marketing relacionado à causa.
  • Centro de Memória
    Atendimento ao público em geral e auxiliar na organização e condução de visitas educativas de grupos internos e externos ao Centro de Memória Dorina Nowill.
  • Marketing
    Criação de materiais publicitários para campanhas internas e externas, a fim de divulgar o trabalho da Fundação em prol das pessoas com deficiência visual.
  • Nota Fiscal Paulista
    Cadastro de notas fiscais paulista sem CPF. Temos recebido muitas notas e precisamos de pessoas para ajudar a digitar!
  • Revisão de Livros
  • Gravação de Livros
  • Grupo de costura
            *****
TRANSPLANTE DE MEDULA ÓSSEA
A medula óssea é um tecido gelatinoso que ocupa o interior dos ossos, sendo conhecido popularmente por “tutano”. Na medula óssea são produzidos os componentes do sangue: as hemácias (glóbulos vermelhos), os leucócitos (glóbulos brancos) e as plaquetas. O transplante de medula óssea é recomendado a pacientes com doenças que afetam as células do sangue, como leucemias, e linfomas. O transplante é a substituição da medula óssea doente por uma saudável. Com isso, o organismo do paciente transplantado passa a produzir novas células da medula óssea e do sangue.
REDOME - O Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME) foi criado em 1993, em São Paulo, para reunir informações de pessoas dispostas a doar medula óssea para quem precisa de transplante. Desde 1998, é coordenado pelo Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), no Rio de Janeiro.
Com mais de quatro milhões de doadores cadastrados, o REDOME é o terceiro maior banco de doadores de medula óssea do mundo e pertence ao Ministério da Saúde, sendo o maior banco com financiamento exclusivamente público. Anualmente são incluídos mais de 300 mil novos doadores no cadastro do REDOME.
                                                           *****
    TALASSEMIA
Talassemia, também conhecida como anemia do Mediterrâneo, é uma doença hereditária trazida para o Brasil pelos habitantes dos países banhados pelo mar Mediterrâneo (portugueses, espanhóis, italianos, gregos, egípcios, libaneses). Sua principal característica é a produção anômala de hemoglobina, uma proteína do sangue responsável pelo transporte de oxigênio para todos os tecidos do organismo.
Existem dois tipos de talassemia – alpha e beta – que podem manifestar-se nas seguintes formas: minor, intermediária e major. A forma minor, ou traço talassêmico, produz um grau de anemia leve, assintomático e que pode passar totalmente despercebido. Na forma intermediária, a deficiência da síntese de hemoglobina é moderada e as consequências menos graves. Já a talassemia major, ou anemia de Cooley, é uma forma grave da doença, causada pela transmissão de dois genes defeituosos, um do pai e outro da mãe. Isso provoca anemia profunda e outras alterações orgânicas importantes, como o aumento do baço, atraso no crescimento e problemas nos ossos.
A talassemia minor não demanda tratamento específico. Em certas circunstâncias (na gravidez, por exemplo), a suplementação com ácido fólico pode trazer benefícios para os portadores da doença.
A talassemia intermediária pode requerer a indicação de transfusões de sangue com a finalidade de aumentar a oferta de glóbulos vermelhos.
Portador de talassemia major necessita de transfusões de sangue regulares
Recomendações
* O aconselhamento genético para os portadores dos genes alterados da talassemia é a única forma de os pais estimarem o risco de gerar um filho com a doença;

Comentários

Taras Antonio disse…
Qual seu email? Gostaria de enviar material sobre pessoas idosas para sua avaliação

Postagens mais visitadas deste blog

QUARESMEIRA OU MANACÁ DA SERRA?

PAINEIRAS E MARITACAS

OS PARQUES DA CIDADE- O PARQUE DO ESTADO