terça-feira, 6 de janeiro de 2009

AGORA FALANDO SÉRIO.......

...Mas começando com uma piada que ilustra o contexto social dos anos 40, 50,

Antonio entra em uma farmácia para comprar uma camisinha. Mas, quem o atende é a mulher do farmacêutico. Envergonhado ele não tem coragem de pedir a camisinha que queria. E para disfarçar pede um analgésico, na esperança que o farmacêutico que estava no fundo da farmácia venha atende-lo. Ele não vem.

Para fazer hora pede xarope para o filho que está com tosse. E nada do farmacêutico se chegar.

- Ah, minha mulher me pediu para comprar sabonete. Veja logo três daqueles que ela costuma levar.
E o farmacêutico até desapareceu da vista.

Está quase desistindo quando vê o farmacêutico voltar, mas ele para na caixa registradora para contar a féria. Enrola mais um pouco pedindo Sonrisal o Engov para prevenir futuras ressacas. E nada do farmacêutico se chegar.

Perde as esperanças e pede que a mulher do farmacêutico faça suas contas. Virá outra hora comprar a camisinha. A conta dá valor quebrado, o troco está difícil e então a mulher do farmacêutico grita pro marido e é ouvida por todos:

- José dá aí uma camisinha de troco pro Antonio.

E de outros tempos, no Século XXI

Seu Francisco na Drogaria
A jovem atendente da Drogaria:
– Pois não senhor...
– Por favor, uma caixa dos azuizinhos, do Viagra.
– O senhor leva também a camisinha?
– Eu não! Eu sou do tempo em que tudo se fazia ao natural e nem sei usar camisinha. Mascara tudo!!!!!!!

A euforia do seu Francisco vai acabar logo porque, poder fazer sexo depois dos 70 anos o promove e ele usa e abusa dessa nova condição.  Sem camisinha ele “borboleteia” de mulher em mulher e quando dá por conta está com a doença da moda.

Teve febre persistente, calafrios, dor de cabeça, dor de garganta, dores musculares, manchas na pele, gânglios ou ínguas embaixo do braço, no pescoço ou na virilha...... Sinais que merecem a atenção e somado aos exames de sangue específicos deram o diagnóstico: soropositivo e desenvolvendo a AIDS. Doença que até 1980 o Brasil não conhecia e muito menos ele que não é lá muito letrado.

Assim, Seu Francisco foi procurar saber o que é AIDS, o que é HIV, como se “pega”...para ele um mistério e doença desconhecida. E aprendeu que:

- A sigla AIDS OU SIDA (em outros paises) significa "Síndrome de Imunodeficiência Adquirida”. É causada por um vírus, o HIV

- HIV é o Vírus da Imunodeficiência Humana, (sigla originada do inglês: Human Immunodeficiency Virus), é o causador da AIDS. Ao entrar no organismo humano, esse vírus pode ficar silencioso e incubado por muitos anos. O período entre a infecção pelo HIV e a manifestação dos primeiros sintomas da aids irá depender, principalmente, do estado de saúde da pessoa.

- O HIV pode ser transmitido pelo sangue, sêmen, secreção vaginal e pelo leite materno.
- Entre outras coisas “pega-se” :
- Fazendo sexo vaginal, oral ou anal sem camisinha
- Usando a mesma seringa ou agulha por mais de uma pessoa - Recebendo transfusão de sangue contaminado etc. etc. etc.

- Não tem perigo:
- sexo, desde que se use corretamente a camisinha
- beijo no rosto ou na boca
- suor e lágrima
- picada de inseto
- aperto de mão ou abraço
- talheres / copos
- assento de ônibus
- piscina, banheiros, pelo ar
- sabonete / toalha / lençóis

- O tratamento varia de pessoa para pessoa é feito com coquetéis (misturas de remédios) indicados após uma análise do infectologista responsável. Normalmente, uma pessoa idosa já toma remédios destinados a outros problemas como coluna, dores e reumatismos, então é preciso ficar atento para que o uso do coquetel não interfira no remédio que a pessoa já vinha tomando anteriormente.

- O Sistema Único de Saúde (SUS) promulgou uma lei que torna obrigatório o acesso gratuito aos anti-retrovirais. ao teste anti-HIV gratuitamente, mesmo para pacientes atendidos em consultórios particulares. Também é gratuito o acompanhamento médico, o teste de CD4 (contagem de células de defesa do organismo), teste de carga viral (monitora a quantidade de partículas do HIV no sangue) e teste de genotipagem.

Depois dessa “aula” sobre o assunto é importante saber que.

- A população de pessoas de 60 anos ou mais cresceu 47,8% na última década, enquanto que o crescimento da população brasileira total foi de 21,6% no mesmo período.

- A quantidade de idosas é superior a de idosos; para cada 100 mulheres com mais de 60 anos, havia 79 homens em 2007.

- Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde, em 2002, revelou que 39% das pessoas acima de 60 anos – fase em que se inicia a terceira idade, segundo a Organização Mundial de Saúde – são sexualmente ativas.  E atualmente, com os produtos farmacêuticos mais novos como o Viagra e congêneres, os homens se tornaram ainda mais sexualmente ativos, adquirindo e transmitindo AIDS.

- Autoridades médicas estão alarmadas ao descobrir que a incidência da AIDS vem crescendo entre os idosos. Entre o período de 1996 a 2005 a incidência aumento de 1,7 casos para 100mil habitantes para 4,6 entre as mulheres e de 5,9 para 8,8 entre os homens, principalmente porque homens com mais de 60 anos não foram criadas com a cultura do uso da camisinha. Normal para jovens de vinte e poucos anos, o preservativo não faz parte da rotina das pessoas mais velhas

- O número de casos confirmados de AIDS, entre 1993 a 2003, subiu 130% entre os homens e 396% entre as mulheres com mais de 50 anos.

Aproveitando esse meu veículo de divulgação chamo a atenção sobre esses fatos que interessam à população idosa. Vocês que pertencem ao grupo da ”Juventude Acumulada” * e aqueles que
“Estão naquela idade inquieta e duvidosa”.
Que é um entardecer e começa a anoitecer”* atenção

AMEM, FAÇAM AMOR, MAS ATENÇÃO E CUIDADO PARA QUE ESSE PERIODO SEJA LONGO E LHES PROPICIE UM “ANOITECER” TRANQUILO E PRAZEROSO.

Explicação:
- Se você não sabe, a caracterização dos maiores de 60 anos como “idade da Juventude Acumulada” foi proposta por Jacques Marcovitch ex reitor da USP

- A paráfrase que usei:
“Está naquela idade inquieta e duvidosa”.
que é um entardecer e começa a anoitecer”
se refere à poesia de Machado de Assis “Menina e Moça”

10 comentários:

Anônimo disse...

Querida Neuza

Parabéns pelo seu artigo Agora Falando Sério, a melhor terapêutica e profilaxia contra a AIDS continua sendo a informação, a despeito que mesmo a informação , por si só não é capaz de restringir comportamentos de risco, como se demonstra em pesquisa recente que a AIDS avança entre os mais esclarecidos ou educados.
Eu como geriatra observo um crescente número de pacientes idosos contaminados pelo HIV, e preciso levar em consideração essa hipótese quando tento fazer um diagnóstico diferencial ou penso em alguma patologia para explicar o quadro no idoso que atendo e é bom deixar claro que AIDS nada tem haver com moral, os idosos teem direito a uma vida sexual ativa, muitos são viúvos, e portanto merecem a construção de uma vida dita normal, incluindo aí uma vida sexualmente ativa, mas com informação e precaução. E não é só AIDS que a camisa evita, mas também outras doenças que se não tratadas matam tb, como hepatite, sífilis,HPV etc.
Ressalto aqui que se o idoso insiste em não usar a camisa, a idosa por sua vez não precisa compartilhar essa ´imaturidade`, pois existem camisas femininas no mercado.
Uma vez que os idosos construíram uma nova relação monogâmica estável e de confiança e foram testados para HIV, cabe ao par decide se dispensaram a camisa ou não.
Muito legal o seu Blog!
Quebrando paradigmas em todos os sentidos!
Parabéns e um 2009 repleto de realizações
Abraço
Franklin

Marcus Bittencourt disse...

Paz! Parabéns pelo trabalho no blog, merece um prêmio. Acesse http://marcusbittencourt.blogspot.com/2009/01/prmio-dardos.html
para entender melhor.
Um abraço.

JOICE WORM disse...

Hahhahah... Boa Neuza.
Nada como umas boas piadas para relaxar um dia de trabalho. Hehe...

RONALDO DERLY RODRIGUES disse...

excelente o post,muito bom mesmo,e o
franklin disse tudo,informação é tudo além do preservativo impedir não só a aids mas qualquer tipo de doença transmitida por relação sexual,parabéns pelo blog,um abraço.

ronaldo.

Bruno Taumaturgo disse...

Adoro seu blog, sem tempo pra comentar o post, mas amanha comento...
Abraço

Eliezete Luna disse...

Rir ainda é o melhor remédio... Mas rir COM a camisinha, melhor ainda.

Anônimo disse...

Olá vovó Neuza,

Parabéns pelo artigo. È informativo e de fácil entendimento.

BeijO e sucesso sempre!

Noeli disse...

Essa da Camisinha de Troco foi muito boa.
Informação nunca é demais.

Uma Linda Semana!

contraditório disse...

Querida,
um beijo enorme!
Nara

Gabriel Bel disse...

Muito inteligente; começou com uma piada maliciosa para prender a atenção, depois deu o seu recado sério e importante.
Parabéns, quem sabe, chamou a atenção de algumas pessoas que estão se arriscando desnecessariamente.

Adolfo Gabriel