segunda-feira, 19 de setembro de 2016

UMA SEMANA COMO EU GOSTO

       
Atrasada na publicação de textos para o blog, vou tentar tirar a diferença e já nesta semana escrevo alguma coisa.
Terminei a semana passada envolta em música ao vivo e até escrevi sobre isso.Pude então começar a semana com disposição, pique para dar vasão à minha multifacetada personalidade.

De trabalho, continuei a recolher dados do que pretendo escrever sobre “O Beijo através dos Tempos e da Arte” nos moldes do que escrevi sobre “Adão e Eva” . Inventei também recolher através do drive-externo, todas as minhas RETROSPECTIVAS desde 1954. Procurei imagens de “baratas” para complementar minha leitura de A metamorfose de Kafka.Mas, minha porção doméstica me chama e tive que sair para um supermercado. Também se come!!!!

Passou a segunda, já veio a terça e aí tenho mais tempo porque chegou a santa Doralice que me ajuda há mais de 30 anos.
E fiquei livre para responder a todos os e-mails na fila e ainda procurar fazer uma lista com todos os Fletíamos. Consegui somar 947, resgatei as 3 listas (Química, Psicologia Experimental e História Natural) tenho isso aqui no computador, mas não consigo achar. Devo ter feito uma bobagem qualquer  Perdi um tempão procurando.Felizmente achei, por acaso. Não foi trabalho perdido.
À noite fui até a Unibes Cultural com a DoCarmo, para uma entrevista: Mona Dorf entrevistando André Sturm atualmente no MIS, mas com uma vivencia e uma capacidade de comunicação muito especial. Falou sobre cinema e outras coisas. Valeu.

Na quarta tenho o meu trabalho de Encontros de Memória Autobiográfica que vai indo, mesmo com pouca gente. Do Hospital Universitário onde trabalho, vou para a Farmácia -USP e para os Encontros Culturais que frequento há uns 9 anos. Filme de hoje foi pesado demais e não tive pique para ficar para os comentários. Mas, tive uma grande surpresa ao saber da minha querida Marta Vannucci que agora está no Brasil e em São Paulo. Na primeira oportunidade falo dela.
Em casa acabo de ler A Metamorfose – Kafka; entro na minha porção doméstica, deixando coisas prontas porque amanhã também estarei fora o dia todo.

Nesta quinta, teria que ir ao CIEE para a palestra sobre a História de São Paulo, mas tinha consulta agendada na Psiquiatria do HC para continuidade de pesquisas do LIM 27 (Laboratório de Investigação Médica) e passar  de novo por uma bateria de testes psicológicos, de memória, de cognição.... Faço isso a cada seis meses para saber se ainda  estou no grupo de Controle. De lá vou direto para a USP, abraço Angélica e aguardo o evento do Instituto de Psicologia   em homenagem a uma das primeiras psicólogas do Instituto. Encontro gente conhecida e troco ”figurinhas”.
Em casa e à noite falo com Flavia que me deu o contato com Marta e com Lilian sobre  o evento do dia 29.

Na sexta minhas atividades são variadas:
Entro em contato telefônico com Marta Vannucci e o que deixou super emocionada.  Vamos voltar a nos falar.
Saio as 11h e tomo o ônibus de novo, tentando voltar à minha vida ativa. Não tenho tido problemas por conta da ainda pós cirurgia.  Encontro as Semi Novas no Shopping Light para nosso almoço mensal e fico lá até 16h em conversas variadas. Pretendia voltar de ônibus outra vez mas tive que acompanhar DoCarmo que sozinha não venceria o caos de gente que é, à tarde  na zona  da praça Ramos. Entregue DoCarmo, vim para casa finalmente.

No sábado, depois da minha rotina diária que inclui “leitura” de jornal e fisioterapia fiz pequenos trabalhos no escritório que inclui trocar tintas da impressora. Fiz hora até meio dia , quando Maria Inês e Hélio  me deram carona até o Bovinu's, para o almoço de comemoração dos 10 anos   dos Encontros Cultuais do Terron. Muitos participantes (umas 50 pessoas), a maioria que conheço e me conhecem porque já frequento o Encontro desde 2008. Valeu. Foi muito bom mesmo.  Somos já uma “comunidade” cultural sempre em renovação e sempre ligados por amizades únicas.
Mesmo depois de um cochilo necessário (por conta de uma caipirinha deliciosa) esperei pelas 21:30, pelo programa Clássicos da TV Cultura. O programa de hoje foi “russo”, com Rachmaninov  e Tchaikovsky . De Rachmaninov o Concerto nº3 para piano e Orquestra, dificílimo, mas magistralmente executado por Nicolay Loganski  e  Isaac Karabichevsky na regência. No bis, também de Rachmaninov um Prelúdio. E ainda a Sinfonia nº 1 de Tchaikovsky - Sonho de Inverno.  Quatro movimentos com participação diferenciada de flauta e oboé no Adágio.  Sensacional.  Tudo isso com o a OSESP
E fui dormir feliz, com os últimos acordes ainda enchendo meus ouvidos.

E o domingo chegou, com muito serviço pela frente por conta do evento do dia 29. Estou montando mini pôsteres dos antigos professores chegados à Universidade, que é o tema do Evento. Muita atividade com fotos, trabalhando com o que sei de Photoshop. 
Parei para o programa também da TV Cultura, Concertos Matinais ao meio dia. Hoje bastante variado, sob o comando de Júlio Medaglia:
 - O Concerto para violino e Orquestra de Tchaikovsky em uma gravação de 2009 com o violinista saído do programa Prelúdio, Misael Jr.
  - Chopin  com parte da Polonaise brilhante  com o pianista Pablo Rossi, gravado em 2008.
  - De Villa Lobos, As Bachianas Brasileiras nº 4 com a Orquestra Sinfônica de Heliópolis, com regência de Isaac Karabichevsky.
  - A 1ª Sinfonia de Beethoven (1º movimento) com a Orquestra Sinfônica do Festival de Inverno de Campos de Jordão.
 - A “Dança do Sacrifício” da Sagração da Primavera de Stravinsky com essa mesma orquestra regida por Carolyn Kuan, gravação e 2013. Um programão.
Ainda voltei para meus trabalhos com antigos professores da USP, e acho que vou encerrar o dia com um relaxamento não sei de que e nem como, mas vou descobrir.  Semana próxima espero mais “light’.


Um comentário:

Eliene de Castro Bittencourt disse...

Nada como encarar dias cheios de atividades que gostamos muito de fazer. Sem obrigatoriedade, apenas prazer...amor...alegria. A alma fica leve e o corpo agradecido por mostrar-se vivo e participativo. Desejo-lhe grandes dias cheios de coisas boas e gostosas de fazer. Ler é um deles. Abraços.