domingo, 20 de agosto de 2017

FESTIVAL DE COROS INFANTOJUVENÍS 2017 – THEATRO MUNICIPAL EM 20 DE AGOSTO


 Domingo de frio, céu encoberto e chuva se anunciando devagar para cair a toda em pouco tempo. Grande desafio para sair de casa. De ônibus. Desafios me motivam e eu tinha companhia. Wanda se deslocou de Alphaville, enfrentou estrada de ida e volta para me fazer companhia.

O programa: FESTIVAL DE COROS INFANTOJUVENIS 2017 na programação Domingo no Municipal às 12:00h.

Sempre gostei de coros. Em óperas os coros me encantam principalmente os de Verdi. Mas, quem não gosta do seu coro do terceiro ato da ópera Nabuco Va Pensiero (vá pensamento) dos prisioneiros judeus na Babilônia?

E neste domingo chuvoso e frio, teria oportunidade de ouvir nada menos do que quatro coros:
CORAL PAULISTANO - desde 1936 fazendo parte do TM. Do tempo de Mário de Andrade

CORAL JUVENIL DA OSESP – mais jovem, de 2004 com jovens de 14 a 17 anos

CORAL DA GENTE DO INSTITUTO BACCARELLI -com crianças de 4 a 14 anos da comunidade de Heliópolis que se usam voz e expressão corporal com formação centrada no desenvolvimento de valores para a vida em sociedade

CORAL INFANTOJUVENIL DA ESCOLA DE MÚSICA, desde 1977 mas com interrupção entre 1989 a 2011 para alunos da Escola Municipal de Música até 14 anos.

E comprovar a capacidade profissional de regentes como Naomi Munakata, Regina Kinjo, Paulo César Moura, Maíra Ferreira.

Impossível falar no programa todo. Mas, ver o palco colorido e vibrante, com uma criançada e moçada, deu uma esperança no futuro porque, é nas mãos deles que teremos decisões.
Sob pena de deixar muitas sem registro, sorteei as que mais me agradaram:

 - As Duas Velhinhas – Oswaldo L. Mori e Cecilia Meireles
 - Bambambulelê – do folclore brasileiro
 - Hine Mah Tov- canção tradicional judaica
 - Com narração e coro - Dom Quixote, Vida e Morte em 8 pequenas peças descritas e cantadas.
 - Feira de Mangaio – Sivuca/Glorinha Gadelha
 - Feijoada Completa – Chico Buarque
 - Cálice –Chico Buarque/Gilberto Gil
 - De Frente pro Crime – João Bosco
 - Upa neguinho – Edu Lobo/Gianfrancesco Guarnieri
 - Tanto Mar – Chico Buarque
 - Eu Sei Que Vou Te Amar – Tom Jobim/Vinicius de Moraes.

Qualquer comentário seria insuficiente.  Não há palavras para descrever a satisfação, o prazer de ver e ouvir esses coros.  Quem não viu, perdeu. Restam recursos de Internet ou esperar que a TV Cultura apresente no seu programa Clássicos dos sábados, a gravação na íntegra.


 O programa digitalizado só para completar:

Nenhum comentário: