sábado, 17 de abril de 2010

IDENTIFIQUE 04

Hoje, a identificação proposta é de cunho literário. Estou reproduzindo trechos de conhecidas obras de autores brasileiros. São eles:

Texto A - Se eu morresse amanhã , viria ao menos
Fechar meus olhos minha triste irmã;
Minha mãe de saudades morreria
Se eu morresse amanhã!

Texto B - Oh! Que saudades que eu tenho
Da aurora da minha Vida
Da minha infância querida
Que os anos não atrazem mais

Texto C – Um sarau é o bocado mais delicioso que temos, de telhado a baixo, Em um sarau, todo mundo tem o que fazer.
O diplomata ajusta, com o copo de champanhe na mão, os mais intrincados negócios; todos murmuram e não há quem deixe de ser mormurado.
O velho lembra-se dos minuetos e das cantigas de seu tempo e o moço goza todos os regalos de sua época.
As moças, são no sarau como as estrelas no céu; estão no seu elemento: aqui uma, cantando suave cavatinaeleva-se vaidosa nas asas dos aplausos...........

Texto D – (...)
Oh Bendito o que semeia
Livros...Livros á mão cheiaE manda o poo pensar!
O livro caindo n’alma
É germen que faz a palma
É chuva que faz o mar


Textos E –
- Verdes mares bravios da minha terra natal, onde canta a jandaia nas frondes da carnaúaba.
(...) a virgem dos lábios de mel. Tinha os cabelos mais negros que a asa da
grauna.

Responda –
- Qual o nome da obra a que se refere cada texto
- Nome dos autores dos textos, onde nascera equando
- Situe no tempo quando foram escritos
- A que periodo literário corresponde cada um

Na próxima semana receberão as resposas com um pouco mais de informações e assim, um pouco mais de cultura.



Um comentário:

Regina disse...

Oi Vovó Neuza. Só agora descobri seu blog, mas já virei fã!
Muito admirável sua iniciativa em compartilhar conosco tanto conhecimento e cultura. Sobre os textos, assim, de memória, me recordo de 2 deles. o "B", de Casimiro de Abreu, e o "E", lindo "Iracema" de José de Alencar. Mas estou vendo que tenho que ler mais...estou começando a me esquecer das grandes obras nacionais. Parabéns pelo Blog. Saúde e Paz. Abraços