O PREÇO DO PROGRESSO

Quando Joaquim Eugênio de Lima, idealizador e construtor da Avenidapaulista doou o terreno do Trianon para a Prefeitura  e posteriormente para a construção do MASP o fez com a condição de que a vista parao centro da cidade fosse preservada através do vale da Avenida Nove de Julho.
Era assim:
vista do centro a partir do terraço do Trianon  antes de 1950
Embora Lina Bo Bardi tenha preservado a vista através do vão livre do MASP, as múltiplas construções acabaram totalmente com a vista.

Vejam como está agora. 



É o preço do progresso.  Visões espaciais cada vez menores. 





Comentários

marcita disse…
Nossa! Quem diria... Quem conhece agora jamais vai pensar em como foi um dia... Muito bacana esse resgate.

Postagens mais visitadas deste blog

QUARESMEIRA OU MANACÁ DA SERRA?

PAINEIRAS E MARITACAS

OS PARQUES DA CIDADE- O PARQUE DO ESTADO