quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

UMA FATIA DO MEU PASSADO


Ganhei de volta uma fatia do meu passado ao receber uma mensagem de Carmen Silvia.

Escondida na minha memória, voltou clara e vivente como o foi há tanto tempo. Há 60 anos.

Carmen Silvia é filha de Helena do grupo dos cinco que cursaram a História Natural da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP entre 1948 e 1951. Quatro mulheres e um único homem que se casou com uma delas.

Convivemos quatro anos no pequeno espaço do Palacete Glette, um tempo para mim de formação de personalidade e de profissionalidade.

Helena sempre foi a musa da turma. Bonita, elegante, finissima nas atitudes e no trato, a mim encantava. Eu a tinha como um modelo. Chegava à Glette sempre de carro com motorista e isso já mostrava sua situação social. Mas, com simplicidade, simpatia e empatia compartilhava de tudo, com todos
.
Eu, baixinha, feiosa e sem graça até casei com Ayrton antes dela. Mas, ela já namorava Julio quando Flavio (meu filho) nasceu e ela foi me visitar. Casou com Julio e formam um dos poucos casais que eu conheço que continuam casados.

Ao longo da vida nos cruzamos várias vezes, mas por telefone sempre sabemos das novidades uma da outra.

Carmen Silvia e Fernanda foram as continuidades genéticas de Helena e Julio.
Fernanda não conheço, mas Carmen Silvia sim. Durante o seu tempo maior de poesia publicou livros e estou aqui com dois deles: “Eu sinceramente” de 1982 e “Transparências” de 1985. Por uma sincronicidade da vida estava desde ontem com os dois ao meu lado para escolher poesias, frases para lembrá-la neste meu texto.

Eles aqui vão como um tributo à memória de um tempo que deixou marcas nas amizades que “se não são eternas, são infinitas enquanto duram”

O VENTO VENTA NO TEMPO
O TEMPO PASSA NO VENTO
(...)
Eu Sinceramente – Carmen silvia Cerqueira César – 1982

Em DESEJO Carmen Silvia é porta voz de todas as mulheres do mundo
DESEJO
QUERO
ENCONTRAR
ESSE HOMEM

QUE ME FALE
DE TUDO
E TANTO

QUE EU SEJA
PARA ELE
TUDO
E TANTO
Transparências - Carmen Silvia Cerqueira César - 1985

Este texto é para Julio e Helena, Carmen Silvia e Fernanda

Um comentário:

Cody Kayky disse...

muito interessante seu blog, vi uma reportagem sobre você na Rede Record de Televisão.
Sou Cody Kayky, do blog da Abril de Entretenimento:
http://Blogs.Abril.com.br/TvEntretenimento