quarta-feira, 23 de março de 2011

PALMEIRAS REAIS -UM PROBLEMA NA USP


Oi Cristina Moreno de Castro. Usei alguns dados do seu belo artigo  sobre as palmeiras da USP para compor o texto para  o meu blog. Posso? 

Quando o campus Butantã  da Cidade Universitária foi projetado,  uma reserva de Mata Atlantica   constituida de  flora nativa com  cedros, aroeiras, paineiras, palmitos jussaras e  pimenteiras,  foi identificada  e protegida.  Os primeiros edificios erguidos  no campus -  Edificios  Ernste Marcus (Zoologia e Fisiologia)  e   André Dreyfus (Biologia)  mudaram da Glette para lá a partir de 1958 e mantiveram e respeitaram essa reserva. .

Hoje, 60 anos depois  a reserva está morrendo atacada por uma  invasão de Palmeiras Reais, que alguém trouxe da Austrália. ´Ninguém percebe,  e não se dão conta do problema, chamando a  atenção só o belo verde que as Palmeiras reais  promovem.
Mas já se sabia disso há 20 anos.  Nada menos do que 3.000 palmeiras adultas  são as invasoras e as mudas são incontáveis.

 A reprodução  da Palmeira Real  é botanicamente correta e completa: - cada árvore produz de um a dez cachos e cada cacho tem  cerca de 3.600 frutos que dão o ano inteiro.  Naturalmente frutos com sementes que caindo no solo germinam e dão novas mudas.  Em quatro anos  a planta já está em idade reprodutiva.  A multiplicação    é  em progressão geométrrica    Imagine  o que acontece .Foi preciso muito empenho dos biólogos que sabiam e se preocupavam com o problema para que só agora  autoridades se movessem. Espera-se uma licitação para o manejo e resolução do problema.

Para matar a palmeira é necessário  galgá-las  com esporas e cortar o ápice do tronco, onde está o palmito. Sem este a palmeira morre e se decompõe sem danos para os vizinhos.   Em compensação haverá muito palmito nos pratos do bandeijão.

O Jardim Botanico, assim como o Trianon,  tambem vão necessitar de um plano de manejo. O  plano  para a USP vai servir de teste para os demais parques da cidade de Sao Paulo e posteriormente do Estado de Sao Paulo e outros estados do Brasil. 

Veja como é a palmeira Imperial.



12 comentários:

disse...

Conheço um parque em Mauá com o mesmo problema.

Abraços

disse...

Meu e-mail é:

noelifs@yahoo.com.br

Neia Silva disse...

nao sabia mas e muito interessante,seu comentario

Anônimo disse...

Vovó Neuza, tomei conhecimento de você e desse Blog através da coluna Delas no IG e confesso que estou apaixonado pelo seu vigor. Parabéns por chegar à essa altura da "juventude" e manter acesa a chama. Só achei que fala pouco de suas experiências profissionais nos seus Blogs. Será que apesar de tanto preparo, a senhora também teve um emprego que não despertou suas "paixões"? Fica aqui só essa sugestão.
Gostaria que lesse um texto meu chamado DOWN que é exatamente um paradoxo de tudo que você é. Segue o link e parabéns pela lição que me deu sem saber:
http://recantodasletras.uol.com.br/artigos/1737168

Vek de Souza disse...

Meu nome é Vek,30 anos, mãe, dona de casa, estudante, esposa, secretária, artesã...definitivamente estou apaixonada por você(não é falta de respeito, mas uma pessoa com tanto vigor, tão ativa e tanta jovialidade, não poder ser chamada de "Senhora").
Parabéns, é uma grande exemplo pra mim, minhas filhas...nos estimula muito a viver nossas vidas em sua essência, assim como você faz! Quanto orgulho de seus filhos e toda a família!
Que o Senhor continue abençoá-la com tanta disposição que não se fada à inércia, o que seria mais óbvio para muitos nessa idade.

Um forte abraço!

Vek
veksouza@gmail.com

Anônimo disse...

Dona Neusa, A sra.nos enche de orgulho com tanta sabedoria, inteligência e força de vontade! Também voltei a estudar mais tarde, e a senhora me enche de forças para nunca parar !! Um beijão, boa sorte e tuso de bom para a senhora!

Anônimo disse...

Boa tarde....
Parabéns!!!! Adorei encontrar seu blog, e agora vou estar sempre "bisbilhotanto" ele...
Adoro pessoas empolgadas com a vida, elas me fazer renovar minhas energias e acreditar que tudo que fazemos é importante e pode mudar a realidade, nem que seja de uma única pessoa. Fico triste ao ver pessoas lamentando e reclamando de tudo o tempo todo...
Adoro também aprender coisas novas, mas infelizmente não tenho o mesmo empenho que você...he he he
Lendo seu blog, pensei nos meus pais, que seguiram seu caminho...e do quanto deixamos de aprovetá-los quando ainda temos possibilidade...
Parabéns pelo seu ânimo, sua disponibilidade de compartilhar tantas idéias e histórias.
Beijos!!!!
Dani(danibernardes@ibest.com.br)

Cleyton Cabral disse...

Acabei de ouvir sobre você na rádio. E curioso cheguei ao seu blog. Você passa uma tranquilidade uma paz em seus posts. Um abraço e aguardo sua visita no meu blog: www.cleytudo.blogspot.com

Abs,
Cleyton.

Kauani Penteado disse...

Eu realmente estou apaixonada por você! Você me mostrou que nao precisamos nos importar pela idade ou pelo tempo... Eu gostaria de conversar mais com a senhora, tenho apenas 18 anos e parece que você é tão parecida comigo... bom, entre em contato comigo, eu li que você não tem com quem mais dividir seus gosto, boom, acho que a senhora achou com quem dividir. Meu email, kauani.penteado@hotmail.com

Fico no aguardo, Kauani.

Maria Luiza disse...

Olá
Parece que já somos velhas amigas, pois acompanho o seu blog há algum tempo. Também já assisti a uma entrevista no programa da Ana Maria.Hoje, posso afirmar que sou uma fâ. E também dizer que me inspirou para eu criar o meu blog.Como é bom expressar os nossos pensamentos! Então só tenho a agradecer e desejar tudo de bom para você.

entradafranca disse...

Gostei do seu blog. Vou acompanhar e vou fazer um post sobre ele no meu. Parabéns!!

Anônimo disse...

Vovó, obrigado pelo carinho em ler minhas amarguras. Realmente escrevi aquilo num dia que estava pra baixo, daí o nome (DOWN), mas de regra geral eu sou de bem com a vida. Escrever pra mim funciona exatamente como válvula de escape. Geralmente escrevo o que não consigo falar, e seus elogios foram um estímulo muito grande nesse momento quando já me achava sem talento algum. Muito obrigado e que Deus te abençoe muito. Realmente a Sra. é uma de suas filhas diletas.
Neto.
netocazuza@hotmail.com