segunda-feira, 21 de março de 2011

UMA SEMANA ESPECIAL - DE MUITO PRAZER


Foi a semana de 13 a 20 de março. Coincidência de acontecimentos, todos eles positivos.  Ou pelo menos eu procuro  o “positivo”

Venho vindo muito cumprimentada por conta da minha imagem no catálogo dos cursos da USP para a Terceira idade e isso me criou uma responsabilidade; motivar professores a oferecer mais cursos e motivar  idoso a frequentar esses cursos. Acho que tenho me saido bem. Falo com muita gente. Muita mesmo. Isso já vem há um mês mas ainda se arrastou por essa semana especial.

No domingo 13, meus lindos netos gêmeos,  Bruno e Tiago passaram a tarde comigo. Não é muito frequente porque, ambos já com 25 anos tem sua vidas próprias. Já sou privilegiada – netos gêmeos.

Na segunda, 14, fui à USP mais cedo porque haveria concerto da Orquestra Sinfônica da USP.Gosto do ambiente, da maestrina e nesta segunda o programa parecia feito para mim. Embora a metade do programa completo (é hora do almoço, o tempo é pouco para os alunos)  ouvi a Sinfonia nº 5 de Tchaikovsky. E o Andante Cantábile  transcende ao “gostar”.

A terça já vinha positiva quando minha prima Vera que nunca vem aqui, apareceu com objetos  biográficos nossos, para  serem registrados nos meus escritos. Muito importante para mim. Não bastasse isso, encontro  na ECA a profa. Cremilda Medina  que assim que comecei minhas andanças pela USP em 2005, mudou minha maneira de ver  a  organização de um texto. Devo a ela muito.Nem sei quanto. Conversamos e até falamaos um pouco de Varga Lhosa e seu “El Sueño del Celta”  E depois, a prof.Terezinha com seu “Jornalismo e Cultura” e sua competencia e tranqüilidade. Junção dela com o assunto  E a noite culminou com música. Como não me satisfiz totalmente com a música da segunda,  procurei ingresso na Sala São Paulo onde, já na terça, dia 15,  a orquestra tocaria o programa na íntegra, isto é com o Concerto nº 1 também de Tchaikovsky e com um pianista russo  que deve ter todo o DNA  de interpretação desse concerto. E de novo o Andante Cantábile.  (sem mais comentários).

Na quarta, 16 meu encontro com  um dos meus grupo, as Semi-Novas que me  propiciam horas de encantamento, diferentes de estudos. Muito mais pessoais, são compartilhamentos  por demais agradáveis. E também  partilhei  esse encantamento com uma garota, Marlei, para seu trabalho.

Dia 17 dia de parte de minha saúde. Colaboro em pesquisas com o LIM 27 (Laboratório de Investigação Médica - FMUSP)  e uma pesquisa estava se encerrando. Depois de 4 anos. Tive o prazer de ouvir que  estou psiquica e neurológicamaente bem, tendo encompridado meu tempo de cognição. Então,  devo ficar ativa “esperta” e coerente  durante bom tempo. Viva. Ganhei o dia.
À tarde pude passar para  a jovem Tatiana da IG mais um pouco daquilo que acumulei como conhecimento.

No dia 18 – consulta anual  da REOUVIR  - para acompanhamento de minhas próteses auditiva. Exame, audiometria, moldagens e  a constatação de que melhorei um pouquinho na audição, por conta do estimulo que as próteses conseguem . E como as  uso diariamente e quase o dia todo, esse estimulo é constante.  Mais um ponto positivo
Some-se isso o praser de receber hospedes simpáticos e agradáveis: os pais de Jarlei que vieramde Santa Catarina para um passeio de fim de semana.
À tarde os Encontros Culturais do prof. Terron  que sempre completam a semana com filmes escolhidos a dedo e comentados pelos participantes.

No sábado 19 – logo às 9 horas um rapaz (Renato) e uma moça (Denise) representando a rádio Conta Outra estiveram para entrevista. Ensaiam os primeiros passos na profissão. Conversamos hora e meia. Tarde de ciência na Estação Ciência e uma palestras sobre som. Depois mais compartilhamento agora também com Maria Inês  (profa. Dra. da Biomédica da USP), que depois de me ajudar  na apresentação de uma futura palestra minha, ainda partilhou de nosso lanche e conversas.

No domingo  fui me deliciar com o recital de piano  de Eudóxia de Barros no Centro Cultural São Paulo. Fechou o domingo musical com a Grande Fantasia Triunfal sobre o Hino Nacional de Gottschalk, uma peça pianistica que exige muita técnica e interpretação “brasileira” . E ela faz tudo isso  com toda competência.

Mais um ponto positivo ganhei quando consegui a duras penas (porque aprendo tudo por ensaio e erro)  inserir um vídeo no Blog , como vcs terão visto.

A semana não poderia ter sido melhor.


3 comentários:

Ana Cristina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Cristina disse...

Que lindo blog e lindas palavras: simples, certas e precisas! Parabéns pela disposição e por compartilhar experiências pessoais que muito me impressionaram! Me considero privilegiada em ser tua 906ª seguidoda! Não é pra qualquer um chegar a esta marca! Isso prova que és mui especial!
Continue com Deus!

Como pediste no blog: meu e-mail é: cristinavie@hotmail.com
Me sentirei muito feliz se tiver a honra de receber um e-mail teu! bjão

Jo Negretti disse...

Querida Neusa - posso ter o direito de te chamar de querida? Obrigada pela lição maravilhosa que me deu com seu blog e em especial com esse post. Ao ler o seu iventário semanal percebi que eu também tenho um inventário semanal!

Beijo grande!

Jô Negretti
jonegrettibijoux@gmail.com