quarta-feira, 15 de outubro de 2008

FALANDO DE LIVROS...DE NOVO

De repente me dou conta de que não tenho lido muito ultimamente. Aí fui fazer um balanço. Livros mesmo não li quase, mas leio muito jornal, revistas boas e especializadas, textos de uns e outros, resultados de pesquisas e faço muita pesquisa para minhas atividades como aluna ou como ministrante de oficinas.
Então, concluo que tenho lido sim, embora minha leitura seja mais dirigida para o trabalho.
Como o tema do meu trabalho atual é sobre a Memória do Centro de São Paulo, li muito à respeito.
Gosto de divulgar informações e hoje vou falar de um autor e de três livros maravilhosos para quem gosta da cidade e quer conhecer um pouco mais do que ela foi.

O autor: Jorge Americano
Jorge Americano nasceu em São Paulo, no dia 25 de agosto de 1891e faleceu no dia 6 de fevereiro de 1969, aos 78 anos de idade. Viveu no tempo de que ele fala.

Em 1908, ingressou na Faculdade de Direito de São Paulo, vindo a bacharelar-se em 1912, com 21 anos de idade. Em 1921, começou a trabalhar como professor da Faculdade de Direito do Largo São Francisco, tendo se tornado livre-docente em 1927.

Em 1930, começou a carreira de professor de Direito Civil, tendo passado também pela cadeira de Literatura Brasileira. Em 1933, tornou-se professor Catedrático de Direito Civil da USP, onde permaneceu até 1962. Em 1941, foi reitor da Universidade de São Paulo.
Foi o primeiro presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência

Depois de aposentado resolveu escrever sobre a cidade de São Paulo, de uma maneira livre, não acadêmica e baseando-se apenas em suas memórias pessoais. Resultaram textos deliciosos de se ler.
Hoje, Jorge Americano é celebrado como um dos mais importantes memorialistas da cidade. Sou sua fã incondicional.

Embora tenha publicado muitos livors principalmente de direito, aqueles a que me refiro são:
· São Paulo naquele tempo (1895-1915). São Paulo: Saraiva, 1957.
· São Paulo nesse tempo (1915-1935) . São Paulo: Melhoramentos, 1962.
· São Paulo atual (1935-1962) . São Paulo: Melhoramentos, 1963.

O primeiro foi reeditado e é fácil encontrar. O segundo e o terceiro só em sebos. Vale à pena procurar.
Pretendo transcrever aos poucos, alguns trechos de cada um dos três livros só para motivar e acirrar a vontade de ler todos eles. Aguardem.

Um comentário:

Eliezete Luna disse...

Querida Neuza! Estou há dias lendo todos os seus posts e terminei a leitura agora, portanto acho-me no direito de chamá-la de querida, já que conheço muito de sua vida e histórias. É fantástico tudo, mas principalmente a descrição de "Quem sou eu". Nascí em Pires do Rio - GO e apesar de morar há décadas em São Paulo, foi através do seu blog que descobri um novo rosto dessa terra da garoa. Simplesmente sua fã.