SAMPAIO MOREIRA - O AVÔ DOS ARRANHA-CÉUS PAULISTANOS

Passeando de novo pelo centro de São Paulo, chegue até o fim do Viaduto do Chá, do lado do Teatro Municipal. Olhe para frente e verá dois altos prédios envidraçados e entre eles um predinho humilde, sujinho, quase perdido entre os espigões da região. E no entanto ele teve seus dias de gloria: Foi o primeiro arranha céu de São Paulo e o AVÔ deles, considerando que o Martinelli foi o PAI.

Chama-se Sampaio Moreira, tem um estilo eclético e seus terraços, sua pérgula superior lhe dão um aspecto simpático e diferente de seus visinhos. O arquiteto responsável por essa jóia foi Cristiano Stokler das Neves (o mesmo que projetou a Estação Sorocabana, hoje Sala São Paulo). "Meu" predinho tem 12 andares e fica na Rua Líbero Badaró, nas bordas do Planalto inicial da cidade. Ficou pronto em 1924, cinco anos ante do Martinelli.

Ainda em processo de tombamento, o edifício teve sorte. Entre os dois altos prédios, ficou um espaço não suficiente para outro prédio. E aí foi colocada a escultura de Verdi cujo anjo de grandes asas não encontrava espaço suficiente nas proximidades. E um jardim foi feito ao redor da estátua. Assim, de longe é possível ver o Sampaio Moreira que não ficou tampado por mais uma construção É visível do viaduto e mostra um pedaço de São Paulo no começo do século XX.

Se puder chegue até ele e veja pelo menos a entrada, a moldura do elevador e o corrimão de suas escadas.

Ainda é habitado por arquitetos e advogados.

Amo esse predinho. Cada vez que passo pelas proximidades dou um “alô” simbólico.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUARESMEIRA OU MANACÁ DA SERRA?

UM DOMINGO NO MUSEU DA CASA BRASILEIRA

PAINEIRAS E MARITACAS